Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe diz adeus

rabiscado pela Gaffe, em 29.04.16

ab.jpg

Na estrada que ainda me leva à infância, há uma estranha árvore que nunca perde folhas embora pertença, dizem, ao grupo das caducas.

Fica ruiva.

Adquire tons solares que rasgam a cobertura sombria, esverdeada e húmida, enevoada, dos caminhos.

Nunca parei para lhe tocar ou tentar decifrar aquela teimosia. Creio mesmo que sempre evitei olhar de frente para os ramos frágeis, quase quebradiços, onde pingavam minúsculas e ovaladas folhas luminosas. Às vezes percebia-a a ondular, a curvar ao vento, de copa rala a roçar e a riscar o chão. Outras era o choro a escorrer na fina desolação de se ver sozinha.

Soube, na manhã a jorrar sol nos braços, que a árvore será em breve derrubada para que se alarguem os caminhos.

 

Ontem percorri todas as distâncias que me separam da infância. Parei o carro e fui, ao entardecer, dizer-lhe adeus.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

Gavetas:


4 rabiscos

Imagem de perfil

De Maria Araújo a 29.04.2016 às 12:26


E ela esperava que essas mãos delicadas a tocassem antes da queda final.
Belo texto.
Imagem de perfil

De Gaffe a 29.04.2016 às 13:50

É comovente sentir que a sua resistência férrea vai tombar de modo tão prosaico.
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 29.04.2016 às 17:37


Para facilitar a vida de uns, acaba-se com a vida de outros.
Aqui na parte fim da rua, duas árvores velhinhas cujas raízes levantavam a calçada, foram cortadas.
Já no outono passado, cortaram duas no início da rua.
Desde sempre gostava delas ali naquele lugar. Eram velhas, sim, tinham muita sombra para dar.
Lamentei.
Bom fim-de-semana.
Imagem de perfil

De Gaffe a 29.04.2016 às 17:49

A substituição de árvores por colunas publicitárias de metal e de plástico é a norma infeliz das cidades tristes.

Um belíssimo fim-de-semana, minha querida.

Comentar post



foto do autor