Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe do outro lado

rabiscado pela Gaffe, em 24.05.15

A casa onde passo o tempo dos socalcos tem no centro uma imensa clarabóia por onde jorra a noite e o dia. Há uma perene cascata de luz que nos encharca, porque mesmo o luar entra como um caminhante.
Reflectida no enorme espelho barroco com garças pintadas, envelhecidas e de bicos erguidos, eternos à procura do vento que lhes abra o espaço, a luz reproduz-me sempre que ali entro.


Ao contrário do que seria de esperar, não gosto de espelhos.


Quem sou, ali? Serei eu ou será aquela que eu seria se tivesse o meu caminho sido o outro? Será a mulher reflectida o que o seguiu, sem as amputações na alma que o tempo vai fazendo, ou sou esta que se vê a ver, inevitável?


Não gosto de espelhos. Entregam-me a irresolução ao lado da certeza de que há uma mulher que nunca vou viver, que olha para mim sem dizer nada.

 photo man_zps989a72a6.png

Gavetas:


1 rabisco

Imagem de perfil

De Maria Araújo a 24.05.2015 às 16:28

Ai, Gafe, que penetrou a minha alma e mente com aquela perene cascata de luz.

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.





  Pesquisar no Blog

Gui