Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe dos mendigos

rabiscado pela Gaffe, em 02.05.14

Pimentas é quase centenário.

Não é um indigente esfarrapado, nem um doloroso sem-abrigo. Tem a inequívoca protecção da minha avó, que lhe dá guarida em troca de ilusórios arranjos nas sebes do jardim, alguns hectares de terra fértil e cardeneta num Banco qualquer, presa no casaco por um fio (casaco e caderneta).
É avarento, malandro e ladino oportunista.

Todas as Segundas, Quintas e Domingos desce ao povoado e pede esmola.

Arrasta o corpo magro e desgrenhado e, planta-se nas ruas que conhece, estendendo a mão à mesquinha burguesia.

Sabe de cor todas as caras e todas as manias e usa a fabulosa teia da lisonja para caçar benévolas moedas e empáticos sorrisos.

- Só volto a incomodá-los daqui a três semanas! Mente safado, gengivas desdentadas e olhos minúsculos azuis, despudorados.

O seu maior ardil, a sua armadilha tortuosa, consiste em tratar por Senhor Doutor todos os eventuais beneméritos abordados, independentemente dos graus académicos obtidos pelos apanhados.

- O Senhor Doutor não se importa de me dar uma esmolinha? A Senhora Doutora é uma Santa! Só os volto a incomodar daqui a três semanas!

Recolhe o tilintar mais chorudo no boné das moedas.

 

Ontem, esmolei da mesma forma.

O meu irmão voltou para Paris e eu pedi também a minha esmola.

De alma ajoelhada e mão estendida, mendiguei a Deus: 

- O Senhor Doutor não se importa de mo trazer depressa?!

 photo man_zps989a72a6.png

Gavetas:


Comentar:

CorretorMais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.




Por força maior, os V. comentários podem ficar sem resposta imediata. Grata pela Vossa presença.


  Pesquisar no Blog