Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe e Manuel Forjaz

rabiscado pela Gaffe, em 06.04.14

Nunca mais

A tua face será pura limpa e viva

Nem teu andar como onda fugitiva

Se poderá nos passos do tempo tecer.

E nunca mais darei ao tempo a minha vida.

 

Nunca mais servirei senhor que possa morrer.

A luz da tarde mostra-me os destroços

Do teu ser. Em breve a podridão

Beberá os teus olhos e os teus ossos

Tomando a tua mão na sua mão.

 

Nunca mais amarei quem não possa viver

Sempre,

Porque eu amei como se fossem eternos

A glória, a luz e o brilho do teu ser,

Amei-te em verdade e transparência

E nem sequer me resta a tua ausência,

És um rosto de nojo e negação

E eu fecho os olhos para não te ver.

 

Nunca mais servirei senhor que possa morrer.

 

Meditação do Duque de Gandia

 sobre a morte de Isabel de Portugal - Sophia

 

(Manuel, prometo-te que, também por ti, vou continuar a tentar.)

 

 photo man_zps989a72a6.png


2 rabiscos

Sem imagem de perfil

De Laranja Lima a 08.04.2014 às 21:04

Qual a razão da incoerência nas duas "gaffes" dedicadas a Manuel Forjaz:

-"A Gaffe de Manuel Forjaz" - rabiscado pela Gaffe, em 30.01.14
nesta reflexão passo a citar o que a pessoa que está por trás da "gaffe" escreveu "No entanto não o consegui ouvir até ao fim - 1º programa 28 minutos e 7 segundos de vida - nem vou fazer parte dos seus mais de 20.000 fãs no FB."

- "A Gaffe e Manuel Forjaz" - rabiscado pela Gaffe, em 06.04.14
nesta reflexão a "gaffe" já venera o Manuel Forjaz e então escreve: "(Manuel, prometo-te que, também por ti, vou continuar a tentar.)"

Afinal o que é que a "gaffe" pensa de Manuel Forjaz?
Imagem de perfil

De Gaffe a 08.04.2014 às 21:43

Volto a repetir e será a última vez que abordo este assunto: não há qualquer incoerência.

Talvez esperasse que dissesse "apesar de ti"?
Não posso. É também por ele.

Sophia é sempre belíssima.

Comentar post





  Pesquisar no Blog