Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe e os homens feios

rabiscado pela Gaffe, em 17.12.16

Tenho um amigo, de uma beleza invejável, cruzamento, demoníaco de belo, de genes latinos com nórdicos, que num dia chuvoso já passado, perante babadas criaturas de todas as espécies - lembro-me que havia um cão hipnotizado pelos olhos cinzentos do rapaz -, desfiou num murmúrio vagamente melancólico, uma das mais extraordinárias frases que eu já ouvi:

- Deve ser bom amar um homem feio.

 

O dito ficou a remoer a minha pobre alma de menina e moça, suavizando, apesar de tudo, o redemoinho infernal que me provocava a visão esplendorosa daquela criatura.

 

Hoje, mais crescida e mais serena, longe da perturbadora imagem do belo rapagão, consigo, ainda que de modo inábil, entender o alcance daquela espécie de confissão tristonha.

 

Creio que deve ser realmente compensador amar um homem feio - desde que não seja o Mário Crespo.

Admito, como toda a rapariga esperta que se preza, não ser a fealdade um dos esteios que suportam a certeza de que o homem nos será fiel ou mais amante. A nossa segurança, autoconfiança, convicção, inteligência, lingerie ou a nossa capacidade de manter ao longe a concorrência, nem que seja ameaçando com garfos ferrugentos os olhos das rivais, são, entre tantos, alguns mais eficazes instrumentos para que se cumpra o estipulado.

 

Há, no entanto, o fascinante efeito Cyrano.

 

As armas do meu melancólico amigo de dias mais chuvosos, estão de tal forma visíveis e palpáveis - enfim, sonhar não custa -, que mesmo que fossemos amadas por ele, sentiríamos em simultâneo que esse amor tinha uma raiz cravada no nosso desejo ensurdecedor de exactamente … sermos amadas por ele.

É que sermos amadas pelo que é belo, faz-nos sentir ainda mais sublimes, mas deixa a repugnante baba da incerteza nos vidros quebradiços das nossas almas pequeninas.

 

Amar um homem feio deve ser bom. Aceito, porque o que se esconde no amor é muito mais do que aquilo que mora nos olhos cinzentos azulados daquela beleza estonteante que num dia chuvoso lamentou o fado e creio que, quando nos apaixonamos por uma criatura feia, nos deitamos na cama que ela nos ajuda a fazer, desde a escolha das traves às dobras dos lençóis.

A solidez das paredes do quarto já é outra questão, porque amar, dizem, é como ter dinheiro. Não traz forçosamente a felicidade como apêndice.

 

Seja como for, a Gaffe, rapariga fútil, desalmada, oca, tonta e irresponsável, mesmo suspeitando que o dinheiro  - e o amor - não a faz necessariamente feliz, prefere soluçar dentro de um Bentley.

 photo man_zps989a72a6.png


15 rabiscos

Sem imagem de perfil

De Cuca, a Pirata a 18.12.2016 às 16:42

Acho que a Gaffe está certa. As lágrimas dentro do Bentley sabem ao mesmo, mas sempre se chora mais comodamente...
Não vejo grandes vantagens em amar um feio. Suspeito-o mais inseguro, se for mesmo feio, e obviamente menos estético...
:)
Claro que podemos sempre dizer que não há pessoas feias. Embora seja mentira.
Imagem de perfil

De Gaffe a 19.12.2016 às 11:21

É evidente que existem pessoas feias.
É pena, mas é um facto.

(Não é segura a insegurança de uma homem feio.)
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 19.12.2016 às 19:48

Feio, feio, não.
Mas belo demais, também não.

Boa semana.
Imagem de perfil

De Gaffe a 19.12.2016 às 20:37

Nunca se é demasiadamente belo. É impossível.

Feio, feio, feio é bastante provável que encontremos.
;)
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 19.12.2016 às 21:09

Conheci alguns que tiveram filhos lindos!
Imagem de perfil

De Gaffe a 19.12.2016 às 22:16

Dizem as más línguas que a beleza salta uma geração.

Daqui se pode concluir que teria filhos pavorosamente feios.
:)))
Imagem de perfil

De Gaffe a 20.12.2016 às 13:27

Não os terei.
:)
Sem imagem de perfil

De OKaede a 19.12.2016 às 21:25

Há mulheres e homens que não preferem a beldade mais perfeita, porque é perfeita - ou é insegurança ou é a necessidade de ajudar o imperfeito a tratar das suas maleitas.
Já discuti isso com uma amiga, que de um grupo de selectos não apontou para a beldade perfeita - fiquei furioso com a explicação. Mas agora já compreendo. Atualmente na minha defeituosa vivência já não escolho a beldade perfeita - impõe uma inveja que leva-me a ser cruel, ou apenas estúpido, muito estúpido.

P.S: Sem vandalizar as avenidas, gostaria de saber o que a Gaffe pensa sobre os seus dias de faculdade. Pode muito bem ignorar o meu pedido, mas fica aqui uma ideia para um post.
Imagem de perfil

De Gaffe a 19.12.2016 às 22:22

A perfeição é sempre entediante. É "objectificável".
A imperfeição permite a consciência do humano.

Os meus tempos de faculdade?
Não existem histórias dignas de nota, mas prometo que regressarei à memória que deles tenho, um dia destes.
:)
Sem imagem de perfil

De Rapunzel a 20.12.2016 às 08:56

Há outro blog que gosto muito: O Alfaiate Lisboeta. Está praticamente parado, mas as fotografias são belíssimas, contam histórias e o autor escreve muitíssimo bem. Não sei se o conhece, é o José Cabral. Se não conhece, por favor, procure na internet. É um homem extremamente bonito e pelo que li aqui nas Avenidas parece-me que vai aprovar.
Há pessoas que não conseguem estar sozinhas, preferem ter alguém que pouco lhes diz ao lado do que a solidão. Estar sozinha, a mim, não me faz confusão porque desde que leia nunca estou sozinha e aprendo sempre. Claro que tenho amigos, que os adoro e prezo a companhia deles, da família, do meu filho. No entanto, não sou daquelas pessoas que precisa desalmadamente de ir tomar café regularmente, sair para jantar, ou estar com os amigos todos os fins de semana. A leitura e o cinema preenchem a minha vida confortavelmente.
Às vezes, não preciso de muito para ganhar o dia. O Alfaiate Lisboeta deu-me a conhecer o mais bonito slogan publicitário que conheço:
You never really own a Patek Phillippe, you merely take care of it for the next generation.
E com a leitura daquele simples texto, o meu dia foi muito mais feliz.
Imagem de perfil

De Gaffe a 20.12.2016 às 09:33

O slogan é fantástico e bastante abrangente.

Estar só e estar bem, significa que estamos em boa companhia.
:)
Imagem de perfil

De Gaffe a 20.12.2016 às 09:38

Ah!
O "Alfaiate" está aprovadíssimo ... ...
Sem imagem de perfil

De Rapunzel a 20.12.2016 às 11:37

Eu sabia que ia gostar!
;)

Comentar post





  Pesquisar no Blog

Gui