Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe eliminada

rabiscado pela Gaffe, em 26.02.18

Dolce & Gabanna - Out/Inv, 2018

 

Numa eliminatória dominada por completo pela dentadura de Sónia Araújo, aconteceu o previsto.

A influência dos manos Sobral é faca de dois gumes e se na primeira fase o lado benéfico se fez sentir amenamente, nesta segunda etapa foi desastrosa e cortou a eito, incutindo, sobretudo nas intérpretes, a tendência para nos arrepiar com uma qualquer trapalhada vestida que podia passar por um embrulho de Ferrero Roche - Rita Ruivo; dar um voltinha no baú da avó e retirar o que cheirava menos a naftalina - Lili; roubar a combinação da tia viúva - Cláudia Pascoal; surripiar o fato velho do casamento do pai - Dora Fidalgo, ou revisitar a tralha deslavada dos anos noventa e deixar o cabelo ao natural - Susana Travassos.

Valia tudo, desde que fosse mau e desde que nos invocasse a imagem desleixada de Salvador Sobral que tocou fundo nas protagonistas desta 2ª eliminatória.

Dos rapazes não reza a história. Todos muito pouco.

 

Para agravar o cenário, Luísa Sobral, de lábios roxos e um cilindro de cabelo, aponta como decisiva para a escolha do júri a ligação do intérprete com a canção. O elevado sentimento. Salvador foi um precursor nesta modalidade.

Seguindo o trilho, apanhamos com uma choramingas de jardim, de cabelo rosa, lavada em lágrimas, provavelmente porque sentado de costas para o público, enfiado numa camisa que me pareceu de forças, havia no palco um boneco que me levou a crer que vinha dali performance. Afinal, não. Era a compositora que quis dar o seu arzinho um bocadinho andrógino, um bocadinho inútil.

Apanhamos com as sobrancelhas desbravadas e cuidadas de Diogo Piçarra - que acredita piamente que ficou mais bonito depois de ter abandonado o sacerdócio, ou pelo menos deixado de querer que se abram os olhos para ver Cristo, embora continue a cantar a mesma coisa -, a arrancar o sentimento de tanto bater no peito donde se escapou a mais popó e mais totó letra da noite - a original também não ajudava.

Apanhamos com um bando de cegonhas mais ou menos estridentes disfarçadas de senhora da agonia.

Apanhamos com o patati-patata de duas patetas vagamente Carmen Miranda na cabeça - o toucado não comportava bananas por motivos óbvios.

Apanhamos com a Tamin, a Onís e a Sequin que deviam servir de isco a qualquer coisa em extinção, para a liquidar de vez.

Apanhamos com um Pessoa que, como o nome indica e é seu fado passará despercebido enquanto vivo, e com um Zaratustra de subúrbio, a insultar o velho amante de Andreas-Salomé.

Finalmente apanhamos com um mocinho – nada mau! - que quer muito tocar nas suas raízes portuguesas, sobretudo as que cantam em inglês.

Façamos de conta que Tito Paris também lá esteve para acudir ao que pôde.

 

Depois destes estragos, a Gaffe pede encarecidamente que espreitem, por instantes, a colecção Dolce & Gabanna, Outono/inverno 2018. Está lá tudo. Sempre escapamos às meladas e choronas melodias com propensão para o despojado, lavando os olhos com exageros certos.    

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

Gavetas:


15 rabiscos

Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 26.02.2018 às 19:19

Também achei tudo muito ..."meh".

Não foi difícil o Diogo brilhar mas já estava na hora de alguém lhe dizer que aquele cabelo não o favorece nada.
Quanto à Claudia Pascoal (sabias que tem um bacalhau tatuado do braço? ) é um verdadeiro canhão embora ali tenha ficado muito aquém. Sugiro que pesquises no YouTube as atuações dela no programa "The voice" . Dez a zero na atuação de ontem ,se tirarmos as macacadas que faz com as mãos. Podem dizer - me que são coisas de artista...para mim é só...parvo e desnecessário.
A sua voz é quanto baste.
; )
Imagem de perfil

De Gaffe a 26.02.2018 às 20:16

O Diogo não brilhou, minha querida. Aquilo foi a IURD que se lhe baixou.

Não me digas que a Ana Bacalhau tem um pascoal tatuado no outro!

Gostei bastante da canção defendida pela Pascoal e gostei da voz da rapariga. O que não consigo suportar é choraminguice pública. É um defeito que vai comigo para a cova.
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 26.02.2018 às 21:42

Somos duas. Detesto.

Tenho lá uma "mastronça" que leva os dias a fingir que trabalha desfilando com papéis de um lado para o outro. Como se isto não bastasse exibe um ar de exaustão que dá dó... a quase toda a gente. Menos a mim.
Sempre que é apertada, treme - lhe o queixo e chora.
Tu não imaginas o que isso me irrita! Quanto mais chora mais eu a desanco! Não tenho paciência para vitimização e ainda menos quando é falsa. Tolerância zero para a choraminguice e muito menos quando é pública.

Não é à toa que uma das minhas melhores amigas me chama "cagalhão seco" (pardon muito french). Nada a fazer: tenho uma pedra no lugar do coração.
;)
Imagem de perfil

De Gaffe a 26.02.2018 às 21:56

Nunca consegui suportar a vitimização em praça pública. Sabes aquela do "quem nunca pecou, que atire a primeira pedra"? Pois, minha querida, se a vítima estiver a babar-se e a desfazer-se em choro no centro da avenida, juro que lhe atiro um calhau. Mesmo consciente dos meus brutos pecados.
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 27.02.2018 às 18:15

Tão...vergonhoso!

Mas como é que alguém pensa entrar numa coisa com esta dimensão e responsabilidade sem achar que pode ser apanhado?!

Acho que o Diogo acertou apenas numa coisa: o nome da canção (Canção do fim).

Depois disto acho que nunca mais será olhado da mesma forma....e olha que eu até achava piada à voz do rapaz. Uma pena.
: /
Imagem de perfil

De Gaffe a 27.02.2018 às 18:25

Não o lamento.
No "Delito de Opinião" foi criada uma # maravilhosa. Vai espreitar.
:)))
creio que se vencer - e vai vencer, tendo em conta que a RTP se mantém em silêncio e não a desclassifica - um Comité qualquer eurofestivaleiro pode recusar a canção por considerar plágio.

... Depois dos manos Sobral...


É pena, mas chega a ser tão ridículo que começa a tornar-se hilariante!
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 27.02.2018 às 19:06

AHAHAHAHAH!
#piçadorable é maravilhoso!
:))))))
Imagem de perfil

De Gaffe a 27.02.2018 às 19:25

É fabulosa, não é? Tão adequada e tão digna de toda esta porcaria.
É extraordinária a criatividades que grassa por todo o lado!
É pena não ser de toda a gente.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 26.02.2018 às 21:35

Confesso, sou cota, e apesar de conhecer muito cantores da actualidade, os que passaram ontem no festival, a não ser o Diogo Piçarra, porque ouço na rádio, todos os outros são zero no meu campo musical português.
Vi duas três canções enquanto passava a ferro, senão nem me sentava no sofá a ver o que já não me diz nada há um bom par de anos.
Então, comento a dentadura da Sónia, que me chamou e muito a atenção, também, mas Gaffe, o vestido dela no meu corpo magro, embora baixo (calçava uns stiletto para compensar) ficaria deslumbrante, apesar da idade e do rosto marcado.
As cotas também gostam de coisas deslumbrantes.
Imagem de perfil

De Gaffe a 26.02.2018 às 21:50

Eu tenho pouco - muitíssimo pouco - mais que trinta anos e conhecia menos de metade. A bem da verdade, devo dizer que não ouço muita música.

Os vestidos de ambas eram bastante bonitos. O da Sónia Araújo era bastante melhor. Não o escolheria vermelho, porque sou ruiva e pareceria que estava ali a arder. No entanto, a Sónia Araújo entregou-lhe demasiada atenção. Maximizou-o e tornou-se inferior ao vestido. Era o vestido que usava a Sónia Araújo.

Não sei muito bem o que é ser "cota", mas sei que o deslumbre pode ser entregue em qualquer idade.
:)
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 27.02.2018 às 12:46

Desculpe, Gaffe, o anónimo era eu. Não me apercebi que saíra do blog.
Quanto à Sónia Araújo, a Gaffe encontra sempre as palavras certas, percebi que o vestido era a estrela, mas não soube como como comentar aqui:
"No entanto, a Sónia Araújo entregou-lhe demasiada atenção. Maximizou-o e tornou-se inferior ao vestido".

Sou cota na idade, o rosto assim o diz , embora física e psicologicamente não o seja, de todo.
Imagem de perfil

De Gaffe a 27.02.2018 às 13:28

Há rostos perfeitos, sobretudo depois das rugas começarem a surgir.
Imagem de perfil

De M.J. a 01.03.2018 às 16:21

"arrancar o sentimento de tanto bater no peito donde se escapou a mais popó e mais totó letra da noite - a original também não ajudava."

AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
Imagem de perfil

De Gaffe a 01.03.2018 às 20:29

Não sei como consigo sujeitar-me a isto!
:)

(Tenho saudades tuas)

Comentar post



foto do autor