Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe em pecado

rabiscado pela Gaffe, em 12.11.15

Pergunto-me se alguma vez aqui falei de underwear.

É um assunto melindroso, tendo em consideração a matéria de facto e sobretudo trabalhoso, dada a quantidade da oferta.

Podemos sempre iniciar a conversa pelas peças que, não sendo susceptíveis de classificação nesta categoria, foram adaptadas ou sugerem as que a ela pertencem.

 

Se deixarmos de babar, pasmadas, para o homem estatelado da fotografia e evitarmos pensar que há maçãs com imensa sorte e que nem todas foram condenadas, fazendo a perdição de Eva e da Branca de Neve, conseguimos perceber que a t-shirt cinza-tempestade - dizem os especialistas - é, apesar do seu decote, uma subtil adaptação das camisolas interiores do meu avô. Minimal e de malha de seda que tomba e se amarfanha nos músculos que devemos, mais uma vez, tentar ignorar.

 

O que também aqui se retém, é o cinto displicente, de couro genuíno, atado com o desleixo estudado de que tanto gostamos, e são as calças fantásticas de cor brevemente azeitona - e não azeiteira -, de corte limpo, quase tradicional, quase retro, possivelmente chinos, eventualmente antifit, com botões, adaptada a silhueta do consumidor, com cintura relativamente baixa, quadril desestruturado e corte recto nas pernas. Não tem o aprumo do perfeito, ficando nos quadris dos rapazes com - pequenas nunaces - algum tecido que parece sobrar e que insinua, que sussura, o sonho em que se podem tornar as calças do cavaleiro.

Sublinho, com veemência, a dobra - linda! - no fundo das pernas das calças e a cor contrastante ou complementar, ou mesmos padronizada, com que pode surgir.

 

Meus caros, se Deus está nos detalhes, já podemos olhar para este pecado com maçã.

 

Nota - não sendo uma maçã, será uma bola, mas nesse caso os trocadilhos tornavam-se perigosos.

 photo man_zps989a72a6.png


12 rabiscos

Imagem de perfil

De Maria Araújo a 12.11.2015 às 14:29


Bola ou maçã, pouco importa, mas importa o suspiro que dei com a perfeita descrição perfeita que fez.
Nem quero comentar mais nada.
Imagem de perfil

De Gaffe a 12.11.2015 às 14:56

Um suspiro a acompanhar o meu...
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 12.11.2015 às 16:16

desculpe a repetição da palavra "perfeita"

Imagem de perfil

De Gaffe a 12.11.2015 às 16:31

Uma para a sedução do rapaz, outra para a maçã.
;)
Imagem de perfil

De Neurótika Webb a 12.11.2015 às 15:20

Apesar de ter um écran de 21 polegadas, o texto e o moço não me cabem os 2 no écran. (apeteceu-me rodar o ambiente de trabalho em 90º, mas depois fazia figura de tolinha e ainda arranjava um torcicolo).
Mas tenho a dizer-te que, depois de passar os olhos na foto, e mesmo depois de a mesma ter sido engolida pelo cimo do écran, todo o texto, apesar de muito bem descrita a roupa, só serviu para dar corpo ao adónis que a usa tão displicentemente.
não sei onde arranjas as fotos, mas alegras-me sempre o dia.
e mais, desconfio que nunca poderemos ser amigas devido a conflito de interesses estéticos.
Imagem de perfil

De Gaffe a 12.11.2015 às 15:35

Eu sei!

O corpo come quase tudo (infelizmente fiquei de fora...)

Também suspeito que jamais seremos amigas. Nenhuma de nós abdica de deleites como estes!
Imagem de perfil

De Neurótika Webb a 12.11.2015 às 15:45

era uma pena, duas raparigas andarem aos puxões de cabelos por causa de sapatos, malas, vestidos, rapazes....
Imagem de perfil

De Gaffe a 12.11.2015 às 15:48

Claro!
Sapatos, malas, vestidos... ainda vá, que só sou cabra de quando em vez. Agora, matulões destes são negócios à parte.
;)
Imagem de perfil

De Neurótika Webb a 12.11.2015 às 15:50

pois, e já deu para perceber que também gostas muito desta moda das barbas.
foi das melhores modas que apareceram nos últimos tempos!
Imagem de perfil

De Gaffe a 12.11.2015 às 15:53

Sou tresloucada por barbas!
Perco-me por barbas. Desalmo-me por barbas.
Abençoadas barbas, pedaços de maus caminhos.
Imagem de perfil

De Neurótika Webb a 12.11.2015 às 15:56

Ando rodeada de barbas!
Há uns tempos escrevi um post sobre isso. Andaram a recuperar uns edifícios do final do século XIX ao pé da minha casa e encheram aquilo de malta novinha, 20 e muitos/30 e tais.
Os rapazes, andam todos de barba, são todos giros e é um prazer ir fumar o meu cigarro matinal à janela e regalar os olhos.
Imagem de perfil

De Gaffe a 12.11.2015 às 16:02

Eu li!

Que inveja!

Todos os homens da minha família usam barba, mas não há nada como um trabalhador estranho a nós e civilizado que entende a arquitectura do XIX para nos deixar... recuperadas.

Comentar post





  Pesquisar no Blog

Gui