Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe enojada

rabiscado pela Gaffe, em 01.12.15

S..jpg

Há, ali no Douro, duas tasquinhas que distam uns bons kms da casa.  
Há uma que fecha nos dias do costume. A outra tem cheiro a coisa envelhecida e um homem sinistro, de camisa ao xadrez, avental encardido seguro por um gancho e um sorriso preso pelos cantos.

 

O discretíssimo beijo que o meu rapagão me pousa no ombro antes de me deixar - espero ali ao fundo, sim? -, não passa despercebido a um minúsculo carrapato de bigode fino, cabelo lambido, pele esverdeada, cigarro colado ao lábio e olhos de ratazana míope, sentado no escuro de um canto da vida, a jogar à bisca com mais três ou quatro. 

Entro e procuro um dos bancos demasiado altos próximos do balcão. As minhas pernas não se conseguirão encaixar de modo confortável no espaço exíguo, mas tudo é melhor do que o assento sebento das cadeiras.  
Aproximo-me e quando rodo o tampo do banquinho e me proponho pedir a água tentando evitar a todo o custo o olhar incómodo do homenzinho raquítico, sinto-me empurrada e ouço o nojento e esganiçado cigarrito sem filtro que numa referência à minha ousadia feminina que invade o espaço destinado aos homens espirra a idiotice costumeira.  
Olho para baixo. O bigodito sentado do hominídeo mal me chega ao umbigo. Um estalo meu e engole o tabaquito, mas aprendi com as mulheres bravas do Douro a repreender os cachopos ranhosos e mal-educados. Basta agarrar com força o cabelito que nasce na nuca e, presa uma pequena madeixa, puxar com força rumando em direcção ao céu onde as luzinhas de lancinante dor descem e invadem todos os sistemas, nervosos ou não. 
O homúnculo ganiu e depois de o largar resmungou baixinho trincando a beata apagada. 
Saí com a água e com as facas dos olhos dos homens cravadas nas costas.  


Ainda hoje não sei como retirar dos dedos a sensação de que toquei num verme.

 photo man_zps989a72a6.png

Gavetas:


4 rabiscos

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 01.12.2015 às 12:03

Comentário apagado.
Imagem de perfil

De Gaffe a 01.12.2015 às 12:07

Mas há imensos.
Aquilo a que chama "Portugal profundo" está repleto deles.
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 01.12.2015 às 14:52

Que nojo!
E que coragem a sua!
Eu nem entrava a não ser que fosse acompanhada.
Imagem de perfil

De Gaffe a 01.12.2015 às 15:19

Se a fome é cega, a sede precisa de óculos.

Comentar post





  Pesquisar no Blog

Gui