Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe espanhola

rabiscado pela Gaffe, em 13.12.18

jean-françois segura.jpg

O queridíssimo António Lobo Antunes declarou hoje - imagine-se, logo hoje que a Gaffe está tão indisposta! -, lamentar que Portugal e Espanha não sejam o mesmo país.

 

A Gaffe culpa a Catalunha de 1640 pelo desgosto de Lobo Antunes. Não fosse a barulheira catalã - uma piolhice! - que estourou nos excelsos dedos de Filipe IV, Sua Majestade não teria de optar entre a região mais rica e a mais pindérica do reino. Atirou-se à primeira, pois que um rei não tem só a coroa para compor o outfit e os brincos, os alfinetes, as medalhas e colares já tinham deixado de crescer nas caravelas.   

 

A Gaffe acha parola a indignação dos mais que muitos.

- Lobo Antunes é um escândalo – rasgam-se livros.

- Morte ao traidor! – aproveitam os desfesnetradores.

- Mântua para rua, que o povo continua! – ou outra maçada qualquer a rimar.

 

Este complexo de inferioridade português inflama-se e incendeia as hostes patriotas, de forma tão medíocre e patega, sempre que alguém estica um fósforo de um dislate, um desconchavo de um pirolito, ou sopra à toa uma laracha mais ou menos exibicionista, ou mais ou menos provocadora, que revolve o quintal à beira-mar. 

 

António Lobo Antunes lamenta que Portugal e Espanha não sejam o mesmo país.

O facebook desata aos berros, o twitter aos gritos, os blogs aos urros e a D. Teresa estrebucha histérica no túmulo - pois que tanto lhe custou arrancar o dote à unha do pai -, sem primeiro se ter a delicadeza de resguardar Letízia da poderosa onda de choque.  

 

Se o homem queria muito que os dois países fossem um, pois que continue a alimentar desejo e dor. Não faz grande mossa.

A Gaffe, francamente, preferia ser dinamarquesa. Ou viscondessa, vá.   

Ilustração - Jean-François Segura

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)


35 rabiscos

Imagem de perfil

De naomedeemouvidos a 13.12.2018 às 17:54

Tenho amigo que comunga da mesma opinião que o Lobo Antunes. Portugal e Espanha um só país, com a capital em Lisboa e a falar espanhol. Ou castelhano, que, às vezes, parece que é diferente. Discutíamos sempre por causa da língua, salvo-seja!, porque, se me deixava convencer, eventualmente, pelo país único e, até, pela preservação da capital na dita, deixar de falar português é que não!
Imagem de perfil

De Gaffe a 13.12.2018 às 20:39

Os galegos influenciaram tanto o Norte de Portugal em termos linguísticos, que não me parece grave a miscelânea.

Não entendo uma palavra dita em galego! Às vezes começam a gritar comigo, como os imbecis gritam com os surdos.
Gesticulam e afligem-me. Creio que pensam que talvez entenda a linguagem gestual.
Imagem de perfil

De naomedeemouvidos a 13.12.2018 às 21:20

Seguramente. Penso, aliás, que há muito quem pense que falar “estrangeiro” passa bastante por gritar e gesticular. Por vezes, funciona...eu própria grito e gesticulo imenso, mesmo em português. Mas, lá está, sou do Porto...
Imagem de perfil

De Gaffe a 13.12.2018 às 22:16

Mas eu sou do Porto e não gesticulo!
:(
Imagem de perfil

De naomedeemouvidos a 13.12.2018 às 22:24

Mas eu lido com adolescentes o dia todo...às vezes, urge gesticular...e a Gaffe tem classe até quando se irrita. Sobretudo quando se irrita.
Imagem de perfil

De Gaffe a 13.12.2018 às 23:30

Os adolescentes são bichinhos desesperantes. Felizmente alguns crescem.

Fez-me lembrar o que a minha avó sempre dizia:

- Não perdes a razão se a defenderes aos gritos. Uma razão não se perde, seja qual for o modo como a defendemos. Há uns mais civilizados, outros menos. Não nos ouvem durante muito tempo no segundo caso, mas a razão fica incólume.
É uma tolice o que dizem.
Mas gesticulando quando a defendes, abanas as maminhas de uma forma patética e isso, minha querida, é pior do que não ter razão.
Imagem de perfil

De naomedeemouvidos a 13.12.2018 às 23:39

A sua avó era (é?, peço desculpa se, por acaso, sou desastrada) uma mulher sábia. Os adolescentes podem ser bichinhos maravilhosos. Todos os dias aprendo algo com eles. E não me referia ao gesticular como forma de defender razão alguma. Era só uma piada que se revelou parva...
Imagem de perfil

De Gaffe a 14.12.2018 às 11:13

Era. Era um Senhora extraordinária.
Fui, acredito, a sua neta favorita.
Imagem de perfil

De naomedeemouvidos a 14.12.2018 às 11:19

Há dias em que me sinto particularmente imbecil...
Imagem de perfil

De Gaffe a 14.12.2018 às 14:19

Ainda não percebi em quais.
:)
Imagem de perfil

De Vorphastro a 14.12.2018 às 09:04

"Mas gesticulando quando a defendes, abanas as maminhas"

Existem outras formas de amparo que não a espanhola
Imagem de perfil

De Gaffe a 14.12.2018 às 11:11

Sim, meu querido Pedro, mas nem sempre à mão.
Imagem de perfil

De Sarin a 14.12.2018 às 11:35

Seremos primas? A minha avó dizia parecido...

Mas por mim, dinamarquesa não, sofro de claustrofobia perante a neve - ou talvez trema à lembrança da Feiticeira Branca. Mónaco, no Mónaco é que era...
Imagem de perfil

De Gaffe a 14.12.2018 às 14:18

Se a falecida Grace fosse viva, como diria Lili Caneças.

Grace de Mónaco, não esqueçamos, inaugurou a moda das princesas contra muros ou lançadas pelas ribanceiras.
Digna de nota.
Imagem de perfil

De Sarin a 14.12.2018 às 14:21

Mais um motivo: é mais fácil espetarmo-nos contra uma parede do que encontrarmos um príncipe, ainda para mais no gelo!
Imagem de perfil

De Gaffe a 14.12.2018 às 14:27

Nokolai da Dinamarca.
E Hamlet.

Fácil.
Só é pena um ser - ainda - um bocadinho puto e o outro ser deprimente.
Imagem de perfil

De Sarin a 14.12.2018 às 14:35

Lá esta! Um é príncipe de rebuçado e outro dos infernos... além de que no Mónaco têm aquelas coisas giríssimas que andam à roda... as hélices dos motores dos iates :)
Imagem de perfil

De Gaffe a 14.12.2018 às 15:02

A minha pobreza mental é lamentável. Fico convencida logo que me falam de iates!
Imagem de perfil

De Gaffe a 20.12.2018 às 16:11

O seu postal de hoje!
Não posso comentar, mas tenho de afirmar (longe do tema focado neste) que estamos em perfeita sintonia e pensamos as duas o mesmíssimo.

https://agaffeeasavenidas.blogs.sapo.pt/a-gaffe-dos-recursos-humanos-633936
https://agaffeeasavenidas.blogs.sapo.pt/a-gaffe-assim-assim-254021

e tantas, tantas, tantas outras vezes!
Imagem de perfil

De Quarentona a 13.12.2018 às 18:45

Dinamarquesa não digo, são terras demasiado frias e com os dias demasiado curtos para o meu gosto, não me importava nada de ser "hispanuela", siempre me ha gustado lo salero español. Ah, e o ordenado médio tambien :P
Imagem de perfil

De Gaffe a 13.12.2018 às 20:35

Madrid m'encanta.
Mas os espanhóis fazem tanto barulho! Falam tão alto!
São tão coloridos, não são? Quentes e repletos de cor. Vi uma vez uma senhora idosíssima com meias roxas, saia vermelha e casaco verde alface. Lindíssima.

Relativamente às noite longas da Dinamarca, o meu irmão adora-as... ...
... O homem não resiste.
Imagem de perfil

De Quarentona a 13.12.2018 às 23:44

São. É isso que me fascina neles, um povo que não parece carregar nenhum fado negro, que não lamenta e que celebra a vida a cada oportunidade, gosto dessa forma de estar, gritar faz parte, não se celebra a vida a sussurrar. As mulheres espanholas adoram cuidar da sua imagem e até qualquer extravagância acaba por se tornar elegante, porque fazem-no com atitude :)))))
Sempre fui mais diurna que noturna, amo demais o Sol ;)))))
Imagem de perfil

De Gaffe a 14.12.2018 às 11:15

Concordo inteiramente.

Lembrei-me de Gonçalo M. Tavares quando escreve "Não se grita devagar".
Imagem de perfil

De Vorphastro a 14.12.2018 às 13:11

Não há povo como o Africano! Tiram da infelicidade, celebração. Nenhum sorriso se iguala à sua despretensiosa alegria. Uma alegria despida de artefactos.
Imagem de perfil

De Gaffe a 14.12.2018 às 14:22

Em África há imensos crocodilos e nenhum é da Lacoste.
Imagem de perfil

De Vorphastro a 14.12.2018 às 14:39

Mas, são os "africanos" que lhe dão de comer.
Imagem de perfil

De Gaffe a 14.12.2018 às 15:00

Meu querido Pedro,
Não são.
É o chef Avillez.
Imagem de perfil

De Vorphastro a 13.12.2018 às 19:51

Idealmente todos deveríamos ser um…o antigo principio europeu.

O chamado Iberismo tem/teve muitos adeptos de um e outro lado da fronteira (Oliveira Martins). Não me parecia mal...nisto dos países, como noutras coisas, o tamanho importa.

Tal união levaria a que ambos os países, se tornassem no 44.º maior país do Mundo, e no 5.º maior país da União Europeia







Imagem de perfil

De Gaffe a 13.12.2018 às 20:29

E depois zarpávamos. Saramaguianamente.
Imagem de perfil

De Vorphastro a 13.12.2018 às 21:08

Desde que fosse em direcção aos Pirenéus...e dos Pirenéus, à Floresta Negra, passando pelo Dniepre, até à Terra do Gog e Magog.
Imagem de perfil

De Gaffe a 13.12.2018 às 22:15

Vou para onde me levar, desde que me assegure que posso fazer compras.
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 15.12.2018 às 19:29

Eu gosto de ser portuguesa, mas goataria de ter o salero das espanholas.
Imagem de perfil

De Gaffe a 15.12.2018 às 19:54

Sobretudo da estupenda força das espanholas.
:)

Comentar post