Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe espanhola

rabiscado pela Gaffe, em 13.12.18

jean-françois segura.jpg

O queridíssimo António Lobo Antunes declarou hoje - imagine-se, logo hoje que a Gaffe está tão indisposta! -, lamentar que Portugal e Espanha não sejam o mesmo país.

 

A Gaffe culpa a Catalunha de 1640 pelo desgosto de Lobo Antunes. Não fosse a barulheira catalã - uma piolhice! - que estourou nos excelsos dedos de Filipe IV, Sua Majestade não teria de optar entre a região mais rica e a mais pindérica do reino. Atirou-se à primeira, pois que um rei não tem só a coroa para compor o outfit e os brincos, os alfinetes, as medalhas e colares já tinham deixado de crescer nas caravelas.   

 

A Gaffe acha parola a indignação dos mais que muitos.

- Lobo Antunes é um escândalo – rasgam-se livros.

- Morte ao traidor! – aproveitam os desfesnetradores.

- Mântua para rua, que o povo continua! – ou outra maçada qualquer a rimar.

 

Este complexo de inferioridade português inflama-se e incendeia as hostes patriotas, de forma tão medíocre e patega, sempre que alguém estica um fósforo de um dislate, um desconchavo de um pirolito, ou sopra à toa uma laracha mais ou menos exibicionista, ou mais ou menos provocadora, que revolve o quintal à beira-mar. 

 

António Lobo Antunes lamenta que Portugal e Espanha não sejam o mesmo país.

O facebook desata aos berros, o twitter aos gritos, os blogs aos urros e a D. Teresa estrebucha histérica no túmulo - pois que tanto lhe custou arrancar o dote à unha do pai -, sem primeiro se ter a delicadeza de resguardar Letízia da poderosa onda de choque.  

 

Se o homem queria muito que os dois países fossem um, pois que continue a alimentar desejo e dor. Não faz grande mossa.

A Gaffe, francamente, preferia ser dinamarquesa. Ou viscondessa, vá.   

Ilustração - Jean-François Segura

 photo man_zps989a72a6.png


35 rabiscos

Imagem de perfil

De Gaffe a 13.12.2018 às 20:35

Madrid m'encanta.
Mas os espanhóis fazem tanto barulho! Falam tão alto!
São tão coloridos, não são? Quentes e repletos de cor. Vi uma vez uma senhora idosíssima com meias roxas, saia vermelha e casaco verde alface. Lindíssima.

Relativamente às noite longas da Dinamarca, o meu irmão adora-as... ...
... O homem não resiste.
Imagem de perfil

De Quarentona a 13.12.2018 às 23:44

São. É isso que me fascina neles, um povo que não parece carregar nenhum fado negro, que não lamenta e que celebra a vida a cada oportunidade, gosto dessa forma de estar, gritar faz parte, não se celebra a vida a sussurrar. As mulheres espanholas adoram cuidar da sua imagem e até qualquer extravagância acaba por se tornar elegante, porque fazem-no com atitude :)))))
Sempre fui mais diurna que noturna, amo demais o Sol ;)))))
Imagem de perfil

De Gaffe a 14.12.2018 às 11:15

Concordo inteiramente.

Lembrei-me de Gonçalo M. Tavares quando escreve "Não se grita devagar".
Imagem de perfil

De Vorph "ги́ря" Valknut a 14.12.2018 às 13:11

Não há povo como o Africano! Tiram da infelicidade, celebração. Nenhum sorriso se iguala à sua despretensiosa alegria. Uma alegria despida de artefactos.
Imagem de perfil

De Gaffe a 14.12.2018 às 14:22

Em África há imensos crocodilos e nenhum é da Lacoste.
Imagem de perfil

De Vorph "ги́ря" Valknut a 14.12.2018 às 14:39

Mas, são os "africanos" que lhe dão de comer.
Imagem de perfil

De Gaffe a 14.12.2018 às 15:00

Meu querido Pedro,
Não são.
É o chef Avillez.

Comentar post





  Pesquisar no Blog

Gui