Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe espantada

rabiscado pela Gaffe, em 27.01.16

Empire State Building, New York, c.1942 Photo by W

Hoje está sol. Prefiro o vento e a chuva que me arejam as noites. Mesmo de noite o sol faz suar. Suei toda a vida. A vida foi madrasta e sempre fui tratada como um trapo. Trapos são os velhos. Velhos são os trapos. Não uso trapos caros. Visto-me com simplicidade e aproveito tudo o que tenho até ao fio. Tenho um fio de ouro que herdei, mas que não posso usar, porque tenho medo que me julguem rica. Ricas são aquelas que chuparam o sangue dos que se esforçaram. Fazer esforços faz-me mal, que sou doente. Há doenças que nos apanham sem contarmos. Eu conto o dinheiro que gasto e sei que não chega para grandes festas. As festas das ricas afrontam os desgraçados. É uma desgraça o que a vizinha faz aos bichos. Há animais que são melhores que os donos. A dona da tasca é uma galdéria. Galdéria é também a vizinha que diz palavrões a toda a hora. As horas que passo a roer os ossos, não lhes vejo fim. O fim está próximo e todas morremos. Morremos sem nada e deixamos tudo. Tudo o que temos são umas cuecas honestas e por estrear e o dia-a-dia. No dia-a-dia temos de ser como o vento que nos levanta as saias, mesmo quando usamos uns saiotes fortes. Fortes são os comprimidos que deixei de tomar e que me acalmavam. A calma faz falta e ajuda a ter paz. Nunca tenho paz, porque todos me odeiam e acham que sou gorda. Gordas são as ricas, mesmo as mais fininhas. O fino que bebi na tasca do lado fez-me azia. A Ásia vai mal e há terrorismo. O terror é o mal nos meus tornozelos desde que incharam. Não incho porque sou humilde e sei que sou pouco. O pouco que sou é melhor que o muito daquelas flausinas que se acham boas. Boas verdadeiras são as que se dedicam a causas que valem a pena. Pena é que não olhem para mim porque viam como sou talentosa e muito esperta. Esperta como um rato. Os ratos são nojentos e prefiro gatos. Os gatos são livres e só ligam à casa. A casa da vizinha é uma pocilga. Há pocilgas que estão mais limpas do que a casa da outra. A outra não comenta aquilo que faço. Faço tanta coisa e ela não vê como sou bondosa. A bondade é boa. Boa como milho. O milho são as pérolas das porcas. Porcas? Ai! que lhe vou ao focinho que a mulher já me insultou!

Hoje faz sol e eu sou insultada!  

 

Há gente que vive assim!      

 

Fotografia - Weegee (Empire State Building, NY, 1942) 

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)


23 rabiscos

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.01.2016 às 12:31

Comentário apagado.
Imagem de perfil

De Gaffe a 27.01.2016 às 14:00

É verdade!
Conseguimos ouvir-lhes o ranger de dentes.
Tens toda a razão.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.01.2016 às 14:03

Comentário apagado.
Imagem de perfil

De Gaffe a 27.01.2016 às 14:08

Felizmente não conheço. pelo menos de perto.
Tenho ouvido falar. É apenas o diz-que-diz.
;)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.01.2016 às 12:33

Comentário apagado.
Imagem de perfil

De Gaffe a 27.01.2016 às 14:00

Se não for vento, não quero saber...
Imagem de perfil

De Quarentona a 27.01.2016 às 12:59

Eu diria que vive assim para atazanar os outros!!!! Não tenho a mínima pachorra!!!
Imagem de perfil

De Gaffe a 27.01.2016 às 13:59

Às vezes, penso se não é esta gentinha a realmente atazanada.
Imagem de perfil

De M.J. a 27.01.2016 às 15:46

AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

MAGNIFICO!

http://lh4.ggpht.com/-HlRcSIGZ2-0/TzWm-PQmwwI/AAAAAAAAB1Y/RHV4H3m42es/s740/bravo.gif

que saudades, bolas!
Imagem de perfil

De Gaffe a 27.01.2016 às 17:37

:))))))
É mesmo! Já sentia a falta de algum... coisito.
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 27.01.2016 às 22:04

Hoje ia na rua. De repente, uma destas "gente que vive assim" (que há anos traiu a minha amizade) passou de propósito à minha frente.
Se não o fizesse, nem a via.


Imagem de perfil

De Gaffe a 28.01.2016 às 09:18

É exactamente isso. Passam na nossa frente de propósito e vemos. De outra forma eram invisíveis.
Imagem de perfil

De M.J. a 28.01.2016 às 11:13

já li isto sei lá quantas vezes.
um dia quero escrever como tu, porra.
Imagem de perfil

De Gaffe a 28.01.2016 às 11:18

Espero que não decidas que o tudo - e o nada - que de mais crítico há em mim, a ti se destina.
Seria um engano cósmico.
Imagem de perfil

De M.J. a 28.01.2016 às 11:28

espero sinceramente não chegar a essa patologia.
ainda que, mesmo que assim fosse, isso me desse um tremendo orgulho :D
Imagem de perfil

De Gaffe a 28.01.2016 às 11:55

Não vais.
Podes retirar a candidatura e sair da fila. Senta-te aqui comigo e ajuda-me a assinar a tomada de conhecimento das acusações.
Imagem de perfil

De M.J. a 28.01.2016 às 11:57

então espera. preciso de colocar o anel de curso, limpar os óculos, tirar a poeira aos códigos e passar a toga.
e cobro caríssimo!
Imagem de perfil

De Gaffe a 28.01.2016 às 12:13

Oh!
Vem de roupão e de pantufas. Podemos experimentar vernizes nas unhas uma da outra, comer coisas que engordam e ver novelas umas atrás das outras.
:)

Acusarem-me de malvada, pérfida, manipuladora, polvo, cabra e assassina de talentos não carece de mais.
Imagem de perfil

De M.J. a 28.01.2016 às 12:37

e chega a tanto a acusação?
confesso que não voltei a pegar em semelhantes papéis. ainda li, há uns tempos atrás, uma dessas que me apelidava de escumalha a coisas mais bonitas. achei que lhe faltava estilo literário e, como se faz na profissão, coloquei no destruidor de papéis sem dar mais do que um olhar.
depois não voltei a pegar no processo, nem mesmo estando ele actualizado, todos os dias, que os funcionários judiciais trabalham a sério no caso.
não é que me enerve, juro. mas acaba a cheirar tão hediondamente que tenho medo que me contagie em doença. e depois, percebi pela última tentativa desesperada de atenção, que quanto menos pegar no processo mais as acusações aumentam o que é deveras divertido :D

agora ver novelas, comer coisas que engordam e pintar unhas... estou dentro!
Imagem de perfil

De Gaffe a 28.01.2016 às 13:28

:)
Eu sabia que sim.

Sabes, minha querida, um blog, se não for privado, tem de engolir o Acordo de Schengen. Não é possível encerrar fronteiras ou evitar quem quer que seja.
Mas não é o caso. Há blogs que nos acotovelam, que nos cutucutam sem parar através de ligações ao nosso, de posts "favoritados" e de pequenos estratagemas sorrateiros. Somos meninas curiosas e vamos sempre espreitar a razão de tantas reacções.

Depois é aquilo que se vê.
Imagem de perfil

De M.J. a 28.01.2016 às 13:43

ai que giro! também usaram contigo as manobras do favoritar textos para, inocentemente, ires ver quem era?

bolas!
estava convencida que eu era a privilegiada de tal estratagema.
não se desfazem assim as ilusões de uma pessoa gaffe maria.
Imagem de perfil

De Gaffe a 28.01.2016 às 14:14

Sim. Curiosa como sou, lá fui eu toda tontinha.
Também se satura o hiperespaço de ligações a estas Avenidas.Eu vou espreitar e "PIMBA, que te apanhei aqui!"

Uma maçada.
Imagem de perfil

De M.J. a 28.01.2016 às 14:19

essa das reacções é mais baixinha mas também existe. diz-se na fundamentação desse ilícito que é por defesa pura e dura.
a legitima defesa exposta assim ao poente. ou expoente. nunca sei.

no entanto, como dizia o outro, diverte-me enormemente mais não seja porque no fundo... "é do melhor que há (...) voltear os floretes e quem pensa que sabe esgrimir, deve começar por usar a viseira a proteger os tomates. elas são capazes de capar os mosquitos."

vale a pena mais não seja por isto ;)
Imagem de perfil

De Gaffe a 28.01.2016 às 14:37

A 1ª parte do teu comentário, não entendi muito bem.

A 2ª já a li em qualquer lado ... ...
;)

Acredita que, mesmo assim, não vale a pena. Existem galáxias que nos separam. Estamos nos antípodas de espaços que nem Stephen Hawking consegue vislumbrar. Não há a mais microscópica partícula das nanopartículas de possibilidades de existir um ponto comum entre nós.
A única hipótese de aproximação é expressa pelo Zero absoluto, pelo Zero Cósmico, pelo Nada.
Imagem de perfil

De M.J. a 28.01.2016 às 14:42

problema de advogado burro: nem sempre se expressa bem. dizia eu, na parte do comentário que não se percebe, que a técnica das hiperligações ao blog alheio existe muito mas tem como argumentação de defesa o seguinte:
* só faço hiperligação aquele blog porque ali se fala mal de mim.
diz quem usa a técnica de provocar reacções através de links que o uso da mesma é por pura e legítima defesa.
elevado ao poente. ou expoente.


mais a mais, só mesmo a segunda parte do meu comentário interessava :) estalo de orgulho por poder capar mosquitos :D
Imagem de perfil

De Gaffe a 28.01.2016 às 15:10

Ah!
Agora entendo.
Destaco a última parte do meu cometário anterior. Acrescento que não sei quem é eventual vítima, não a conheço e que a recuso terminantemente a conhecer.
Nada do que digo ou escrevo, estrondosamente nada, pode ou deve ser tido como pessoal. Não nos dirigimos a gente que não fazemos ideia que existe.

Comentar post



foto do autor