Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe estremunhada

rabiscado pela Gaffe, em 10.05.19

Carole Lombard in Nothing Sacred.gif

 

Sobem as persianas. Arrastam cortinados. Abrem as janelas. Escancaram portas. Batem em latas. Rompem aos saltos e aos pinotes. Fazem estalar no ar chicotes. Chamam palhaços e acrobatas.

 

- Levanta-te! Deixou de chover. Está um sol óptimo lá fora! Vá! Levanta-te. O sol está lindo!

 

Esta gente espera o quê?!

Que eu faça a fotossíntese?!  

 photo man_zps989a72a6.png

Gavetas:


29 rabiscos

Imagem de perfil

De Maria a 10.05.2019 às 15:00

Não sei o que esperam.!

Eu sei o que espero, que continue a deliciar-nos com os seus fabulosos textos.🌷
Imagem de perfil

De Gaffe a 10.05.2019 às 15:12

Uma amabilidade que agradeço.
:)
*
Imagem de perfil

De Sarin a 10.05.2019 às 18:44

De manhã também me sinto muito mais mitocôndria.
Acordar é sem sono, não com pesadelos de poesia :)
Imagem de perfil

De Gaffe a 13.05.2019 às 15:49

A manhã é sempre poética quando nos encontra sem sono.
:)
Imagem de perfil

De Sarin a 13.05.2019 às 15:53

Pois sim, o problema é conjugar tal verbo nesse tempo :))
Dêem-me as longas noites do mundo e as tardes de leve despertar, que em podendo nunca o sol me veria antes das 11h por vontade - nem antes das 16h por "fazer mal" ;)
Imagem de perfil

De Gaffe a 13.05.2019 às 16:05

Mas a menina sabe que contrariar o "relógio interno" provoca imensas dores de cabeça.
Imagem de perfil

De Sarin a 13.05.2019 às 16:15

Há relógios que ribombam...
Imagem de perfil

De Gaffe a 13.05.2019 às 17:05

Suspeito que há relógios-bombas ocultos em cada acordar nosso. Alguns explodem.
Imagem de perfil

De Sarin a 13.05.2019 às 17:09

Talvez seja por isso que o sol das 7h30 me apanha a pior prosa entre almofadas.
Imagem de perfil

De Gaffe a 13.05.2019 às 17:21

É uma bela hora para mim, apesar de tudo.

São medonhas as dez horas. Fico deprimida durante mais de meia hora. Às onze, recupero forças.
Imagem de perfil

De Sarin a 13.05.2019 às 17:25

Antes assim :)
Penso que gasto as minhas a tentar contrariar o relógio interno que teima que não, que o sol pode fazer bem mas não aquela hora ;)

Às 11h também estou recuperada, mesmo quando não durmo.
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 10.05.2019 às 21:51

Que bom!
Vem, sol.

Um bom fim-de-semana.
Imagem de perfil

De Gaffe a 13.05.2019 às 15:48

É verdade. Sol.
Para mal dos meus pecados.
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 10.05.2019 às 23:28

Aproveita o bom tempo e sai. E nem sequer precisas despir a indumentária que falámos lá no meu blog.
; )
Imagem de perfil

De Gaffe a 13.05.2019 às 15:47

E durmo com este.
:)

Sabes que parece um pijama numa primeira abordagem. Depois percebe-se que, por exemplo, as calças trazem cinto, cós alto, pinças e bolsos.
São mesmo muito masculinas.
Perfil Facebook

De Vitor Messias a 11.05.2019 às 12:26

É o Fim :)

https://youtu.be/8Nfj33XhTwY
Imagem de perfil

De Gaffe a 13.05.2019 às 15:55

:)

Mário de Sá Carneiro foi sempre um dos meus poetas.
Não entendo como é tão esquecido.
Imagem de perfil

De Sarin a 13.05.2019 às 17:20

Sou do tempo em que os músicos musicavam os poemas dos antigos e as mães perguntavam "Achas que era o melhor poema para a música?" Ou talvez fosse apenas a minha mãe, não sei, ela puxava-me a Poesia e eu ia sem perguntar a mais ninguém. Mas os livros de Língua Portuguesa também tinham muita, pelo menos bem mais do que hoje.


Há cerca de um ano tive um despique com um tonto, para quem Sá-Carneiro era outro... não consta que o poeta fosse esquecido, mas sim, parece que o esqueceram.
Imagem de perfil

De Gaffe a 13.05.2019 às 17:28

As mães quase sempre tão poéticas!

Sá-Carneiro nunca foi lembrado, agora que penso.

(Os tontos confundem imensa coisa. Até se confundem com eles.)
Imagem de perfil

De Sarin a 13.05.2019 às 17:32

Não sei se houve algum d'Orpheu que a minha mãe não me tenha dado a beber. Curiosamente, Pessoa não era dos preferidos, Sá-Carneiro, Andrade e Verde sim. Coisas...
Imagem de perfil

De Gaffe a 13.05.2019 às 17:34

É curioso. Os poetas que citas estão tão obscurecidos.
Imagem de perfil

De Sarin a 13.05.2019 às 17:36

Obscurecidas as páginas que escreveram, obnubilados eles, nunca!
Imagem de perfil

De Gaffe a 13.05.2019 às 21:41

Sim.
Mas é lamentável - é mesmo trágico - que tenham deixado de figurar no tantas vezes suspeito "cânone literário".
Imagem de perfil

De Sarin a 13.05.2019 às 21:51

Concordo: trágico.
Nem se pode dizer que o seu lugar foi tomado por outros, mais contemporâneos dos eruditos em cada hora. Simplesmente afastados, descartados talvez porque não literais - os livros, hoje, são-no preferencialmente.
Imagem de perfil

De Gaffe a 13.05.2019 às 23:22

Não. Não foram ocupados. Isso não me espanta.
Pese embora a ladainha de um "Portugal berço de poetas", é mais que certo que a quantidade não implica qualidade.
Imagem de perfil

De Corvo a 11.05.2019 às 13:56

Gostei muito do vestido a brilhar
É que é tão cintilante que nem se repara em mais nada: ofusca tudo.
Um bom fim-de-semana.
Imagem de perfil

De Gaffe a 13.05.2019 às 15:45

O vestido e uma gota de Chanel.
:)

Comentar post





  Pesquisar no Blog

Gui