Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe dos finalistas

rabiscado pela Gaffe, em 10.05.17

zzzz.gif

 

A Gaffe também assistiu ao Festival da Eurovisão e apenas com Salvador Sobral sentiu que havia um espacinho para escapar da festa de arromba dos finalistas do 12º ano em Lloret de Mar, unida à feira da Ladra com salpicos de bacanal de despedida de solteiro estrelada por uma Micas del Vale del Fuego, bailarina de varão. Apenas com Salvador Sobral e com Amar Pelos Dois se conseguiu respirar durante uns minutos sem receio de, logo ali, nos enfiarem na garganta um pé, ou uma perna, ou uma mama, dos sucessivos acrobatas vocais e das respectivas coreografias pirómanas.    

 

Passemos a revista às tropas:

 

Azerbeijão

Uma Lady Gaga de quintal urbano que não sabe onde enfiar o gado, mantendo o cavalo quieto com a gritaria pretensamente dark.

Suécia

O Ken na passadeira com uma canção banal a lembrar os idos 80.

Grécia

Dois belos bailarinos de tronco nu e de pila apertada para desviar as atenções da porcaria da canção. Conseguiram.

Polónia

Não me lembro, mas sei que tive receio de ver entrar por ali dentro as cooperações de bombeiros de serviço.

Arménia

Também não, só sei que também gritou até vir o Chico – não o da Sobral, mas o da expressão portuense - segura que era Kali que desabou ali por engano. 

Austrália

A mãe devia ter tentado impedir o menino de fazer figuras tristes imitando o Bieber aos berros. Os adolescentes sozinhos são por norma parvos. 

Moldávia

Um bando de bacanos com uma canção toda bacana. É fácil esquecer o quanto se divertiram a cansar-nos.

Chipre

O Robbie Williams de pacotilha a esganar uma versão menor de Party Like a Russian.

Bélgica

Uma voz grave e bonita numa canção interessante. Estou ansiosa por a ver na final a desabar em lágrimas e a chamar pela mãe.

 

E depois Portugal com Salvador Sobral a provar que uma melodia que vai buscar aromas aos anos 50, à Bossa Nova e ao Jazz, pode ser interpretada apenas com o coração todo inteiro em cada palavra.  

 

Tão lindo, Salvador! Gostei tanto da tua camisola!

 photo man_zps989a72a6.png


23 rabiscos

Imagem de perfil

De Gaffe a 10.05.2017 às 19:18

Segundo li o silêncio durante a actuação do Salvador foi pedido ao público pela organização do festival.

Conhecia Salvador Sobral há já um tempo, porque me ofereceram o "Excuse me". Gostei dele imediatamente.
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 10.05.2017 às 22:15

Ainda assim. Acho que a mensagem chegou a quem estava presente.

Do álbum "excuse me" , para além do "nem eu", a minha preferida é mesmo "ready for love again" que estou a ouvir agora. Sou bem capaz de me viciar nisto. Ai sou, sou!

Logo tu , que dizes ser tão dura de ouvido, reconheceste de imediato um talento que eu, que tenho um ouvido do caraças, não percebi à primeira.
Caso para dizer, primeiro estranha-se, depois entranha-se.
Aqui entranhou-se. Mesmo.

;)
Imagem de perfil

De Gaffe a 10.05.2017 às 23:23

Sou mesmo dura de ouvido. Felizmente tenho amigos com excelente gosto musical que estão sempre prontos a ajudar e a cultivar-me nessa área.
Sou muito mais sensibilizada pelas imagens e pelas palavras. Talvez por isso dê importância à letra que se canta, muitas vezes falhando a melodia. Se se invertem as posições, significa que estou perante um intérprete ou um compositor excepcional. É o caso do Salvador, embora saiba que é muito criterioso em relação às palavras que canta.

Comentar post




Por força maior, os V. comentários podem ficar sem resposta imediata. Grata pela Vossa presença.


  Pesquisar no Blog