Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe inútil

rabiscado pela Gaffe, em 27.11.19

Gaffe

A Gaffe começa a considerar maçador que, no aconchego da sua caixa de correio, lhe digam que é fútil, oca, vazia, tonta e superficial, embora sinta que tal colecção de epítetos possa conter alguns que não deixam de ser repetidos.

 

A Gaffe sempre soube que era apenas um balão repleto de ar.

 

Nunca prometeu ser um reflexo da Humanidade trágica, ou a compenetrada tragédia da galáxia por onde parece vaguear sem qualquer dose de pensamento crítico.

A Gaffe jamais se apresentou como ícone do raciocínio analítico ou influenciadora e representante inata de causas quebradiças que borbulham por baixo das saias de assessores de amores, clamores e glamores fracturantes e nunca disponíveis fora de horas.

 

A Gaffe nunca teve nada para dizer.  

 

A Gaffe nunca ambicionou ser mais do que, nas garras da futilidade, um estampido inútil que não perturba em demasia o sono dos que justos vão bufando as brasas dos mais renhidos fogareiros do saber dizer.           

 photo man_zps989a72a6.png

Gavetas:


Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.





  Pesquisar no Blog

Gui