Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe laçada

rabiscado pela Gaffe, em 04.06.18

MA.jpg

 No corpete de Maria Antonieta, Rainha dos franceses, existiam laços que, pecaminosos, tinham nomes consequentes das posições que ocupavam no tecido e nas varetas que sufocavam Sua Majestade.

As fitas que nos mamilos da Rainha se laçavam, eram os pequenos contentamentos e aquelas que desciam ao encontro do início da púbis, sem a tocar, apenas aflorando o caminho doce que a ela chega, a chave da felicidade.

 

Os laços e os nós são, na lingerie, a essência da feminilidade, imprescindíveis no jogo de sedução e do prazer e contribui de forma decisiva para que sejamos donas do universo em que o erotismo deixa marca.

São o modo como tecemos a teia e o primeiro vibrar anunciador da queda da presa.

 

Maria Antonieta, Rainha decapitada de uma França já perdida, reconhecia o poderoso apelo das laçadas mais íntimas. Sejamos pois absolutas soberanas no reino onde sabemos dominar.   

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

Gavetas:


10 rabiscos

Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 04.06.2018 às 17:54

Se as mulheres fossem mais...espertas poderiam dominar o mundo e talvez assim, repito, talvez , o legado deixado fosse um bocadinho melhor.

Apenas uma minoria conseguiu perceber que quando usa as armas certas, não há impossíveis. Normalmente essa minoria é muito mal ...cotada.
Infelizmente continuamos com a mesma maneira de pensar dos nossos avós e o que ao homem dá currículo, à mulher dá cadastro. Não raras vezes quem "carimba " esse cadastro são outras mulheres . Lamentável.
: /
Imagem de perfil

De Gaffe a 04.06.2018 às 18:20

Absolutamente de acordo.
Embora tenhamos de ter em conta que as mulheres que atingiram patamares de domínio significativo, não exerceram o poder de forma grandemente distinta da dos homens. Tatcher, ou May, Lagarde ou Merkel, não divergem no uso do poder do modo como o poder é exercido por homens. O exercício do poder parece que uniformiza comportamentos de género, ou então não existe género quando se exerce o poder. O poder é assexuado? Não sei. Seja como for, nunca ouvi dizer que Obama, por exemplo, tenha usado do poder de forma feminina. Provavelmente porque as mulheres nunca dominaram realmente e de forma contínua, falhando-nos termo de comparação.
:)
Creio que a vez em que a mulher chamou seu o poder que se exerce sobre o Outro, foi quando tomou posse do que se chamou depois "moda" e, mesmo aí apenas porque eram só os trapos o que deixavam sob a sua alçada ... controladamente.
É muito interessante este assunto! Muitíssimo. Tenho de regressar a ele um dia destes.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 05.06.2018 às 14:53

As mulheres dominam o mundo, não tenha dúvidas disso.

WW
Imagem de perfil

De Gaffe a 06.06.2018 às 17:57

Pertenço a um matriarcado que dura desde o início, que é assim desde que existe o meu sobrenome. Logo, sei que sim.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 05.06.2018 às 14:51

Os leões não caçam !

WW
Imagem de perfil

De Gaffe a 06.06.2018 às 17:58

O que os torna fáceis presas das leoas que sempre chamaram seu o prazer da caça.
Sem imagem de perfil

De Pedro Wasari a 06.06.2018 às 15:00

Não é dessa senhora a célebre frase: "Se não têm pão, que comam brioches"

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.06.2018 às 20:42

(O Alentejo continua a ser um óptimo lugar para viver mas, por vezes, há que viajar, há que trocar os campos pelas cosmopolitas avenidas citadinas. Nem que seja de forma breve e leve :) )

Esta moça escreve cada vez melhor. Ai escreve, escreve :)

Ps- Não era ruiva, a Maria Antonieta?
Imagem de perfil

De Gaffe a 10.06.2018 às 00:01

Lembro-me de um alentejano com um beijo desses. Tenho saudades dele.

Eu, Elizabeth e Antoinette. Ruivas.

Comentar post



foto do autor