Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe mórbida

rabiscado pela Gaffe, em 22.06.17

Calvin Coolidge, 1924.jpg

 

Posso esperar os séculos que quiser.
O tempo vai pairar, não vai passar, não se vai escoar por entre as frestas e as frinchas do meu peito.

Hei-de entender a morte. Hei-de entender aquilo que ela quer. Hei-de sentir o rosto que escolheu para arrancar as vidas. Hei-de tocar a máscara que escolhe e que mostra uma vez só na vida.


- Mascaras-te de quê?
- De Morte, mas da minha. Daquela que me virá buscar um dia.

 

Foto - Calvin Coolidge, 1924

 photo man_zps989a72a6.png

Gavetas:


6 rabiscos

Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 22.06.2017 às 12:36

Minha querida,
só para saberes que o pão da Luzia acabou de ser entregue.
Tenho a certeza que ela gostou.
;)*
Imagem de perfil

De Gaffe a 22.06.2017 às 19:40

Obrigada.
Eu sei que sim. Valeu a pena, não valeu?
:)*
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 22.06.2017 às 23:34

Valeu pois.
A princípio pensei que quem estava comigo ia achar que era mais uma das minhas maluqueiras. Mesmo tendo poucos (muito poucos) neuronios , gritar "esta é por ti, Luzia" e atirar uma bola feita de miolo de pão aos chimpanzés, ia parecer esquisito. Vai daí, decidi partilhar que era uma "promessa" que cumpria em nome de uma amiga em homenagem a alguém que partiu sem cumprir um sonho simples... mas tão importante.
Pensei que quem estava comigo ia rir.
Sabes o que aconteceu?
Quando chegámos à aldeia dos macacos , quem estava comigo perguntou baixinho :
"Não queres atirar outra ? É que estes é que são os verdadeiros macacos..."
E assim foi. Perto do "Hotel da barafunda" ficou depositada a segunda bola de miolo de pão.

Deve estar contente a tua Luzia.
Foi um prazer fazer algo por ti...que já me deste tanto.

Imagem de perfil

De Gaffe a 23.06.2017 às 12:36

Sabes que esta "tolice" foi para mim muitíssimo mais importante e muitíssimo mais verdadeira do que uma "cuesia" toda sofrida esbardalhada num "mar de dor e de lágrimas", ou que uma declaração de "sofrimento insuportável" todo esfarrapado que se solta nas esquinas do exibicionismo masoquista e vácuo?

Obrigada.
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 23.06.2017 às 21:25

Eu sei, minha querida.
Pelo que de ti já conheço sei que sabes valorizar o que é realmente importante.

O mundo- sobretudo o cibernético - está cheio de gente bem intencionada sempre com "cuesias" prontas no teclado.
Eu não sou assim.
Apesar de gostar muito de palavras (as que escreves incluídas ) prefiro mil vezes uma ação.

Quis o destino que a hora da tua Luzia chegasse justamente no dia em que fui ao zoo, depois de anos sem lá ir.
Há coincidências muito certeiras, não há?

Agora imagina que nos podíamos encontrar.
Tu és grande e eu pequenina (e não falo só em altura) mas ainda assim garanto - te que partilharia contigo a manifestação de afeto que mais valorizo: um abraço longo, silencioso e cúmplice.
Como só os verdadeiros amigos sabem dar nestas horas em que as palavras nada significam.
🙅

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.





  Pesquisar no Blog

Gui