Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe no interior da beleza

rabiscado pela Gaffe, em 02.12.15

Suzy Parker.jpg

A beleza que importa realmente é a interior!

 

Ouço dizer que sim e torço o nariz.

É que no meio das conferências a que assisto - não são muitas, há que ficar descansada -, vejo e ouço intelectos que me fascinam, mas não me despertam nenhuma espécie de emoção mais ou menos física, nem me fazem tremer de excitação imaginando-os na cama comigo. São mentes poderosas em corpos bastante frágeis e carcomidos pela falta de ginásio - e estou a ser muito benevolente.


Se a beleza interior tivesse a dimensão que dizem ter, não se venderiam tantas coelhinhas e coelhinhos, com corpos esculturais e sensualidade invejável. Seriam substituídos por homens e mulheres de mentes brilhantes, mas com a aparência de verdadeiros coelhos.
Há uma genuína beleza no motor de um carro de colecção do início do século passado, mas sabemos que são os Fórmula 1 que nos eriçam a penugem e nos levantam as saias ao passar. A elegância vintage e a inteligência notória patente na conservação do calhambeque, é relativamente fácil de ultrapassar quando por nós passa um Bentley actualíssimo e carregado de charme luzidio.
A beleza exterior acaba por ser um motor potentíssimo que nos leva, a nós raparigas espertas, a todo o lado, mesmo àqueles a que não queremos de todo visitar.
A verdade é neste caso para lamentar, mas não é por isso que pode ser evitada ou camuflada. Somos escravos do à primeira vista. Julgamos e rendemo-nos àquilo que se esbarra contra os nossos olhos, muito antes de nos entrar pelo cérebro e no coração.


Arrependemo-nos depois? Obtemos ocasionalmente um sim à questão colocada, mas mesmo choronas Madalenas temos no registo, no lugar dos ganhos, uma ou outra noite bem passada com um ou outro idiota bem ginasticado e, nós já sabemos, é sempre muito útil ter um livro à cabeceira que nos abstraia do ressonar do lorpa.

 

Na foto - Suzy Parker

 photo man_zps989a72a6.png


3 rabiscos

Imagem de perfil

De Maria Araújo a 02.12.2015 às 19:06


Gaffe, não sou esperta, o mundo não foi feito para mim.
Os carros e os motores não me seduzem.
Imagem de perfil

De Gaffe a 02.12.2015 às 20:48

Gostar de carros e de motores não é necessariamente sinónimo de inteligência ou esperteza. É apenas uma característica nossa que pode originar colecções de miniaturas.
:)
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 03.12.2015 às 14:01


Gostei da "colecções de miniaturas".

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.





  Pesquisar no Blog

Gui