Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe no "Prós e Contras"

rabiscado pela Gaffe, em 16.10.18

BOOK (1).png

A Gaffe assistiu de rajada ao Prós e Contras que versava o #metoo e estranhou quando ouviu um senhor muito circunspecto e com um ar muito Woodstock - limpinho - a declarar que obrigar uma criança a dar dois beijinhos ao avô e à avó era caminho para a liberalização do assédio sexual.

 

A Gaffe não sabe se é. A liberalização de qualquer assédio - disseram-lhe -, é da responsabilidade daquela coisa dos nervos dos mercados, mas tem de concordar que dar dois beijinhos aos avós é altamente parolo, provinciano e de classe média/baixa.

Toda a gente bem-nascida sabe que se dá apenas um.

 

A Gaffe julga ter vislumbrado Raquel Varela, mas ficou a pensar que talvez tenha sido impressão. Aparentemente a rapariga chegou ao programa de táxi e quando abriram a porta não saiu vivalma.    

 photo man_zps989a72a6.png


4 rabiscos

Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 17.10.2018 às 00:26

A propósito de beijos obrigatórios fizeste - me desenterrar mais uma memória. (és boa nisto tu)

Reza a lenda que esta que te escreve, já em pequena, era pouco dada a beijos e agarrações. Tias velhotas e avós eram um alvo óbvio .
Ora a raça das velhas, vá -se lá saber porquê, insistiam em dar - me beijos. Vários. Demasiados. Daqueles repenicados e que deixam rasto.
Ora eu, não era de modas. Assim que sentia a cara ...molhada, levava lá as costas da mão e limpava o rasto lentamente... enquanto fuzilava as velhas com os olhos.

Escusado será dizer que a minha mãe tratou de me "ensinar" a não repetir este ato pavoroso de falta de educação.
Se resultou?
Não. Apenas passei a fazê- lo subtilmente encostando a cara ao ombro...hábito que mantenho até hoje.

Tens uma amiga muito esquisita. Mas tirando as esquisitices, é uma moça impecável. E modesta.
; )
Imagem de perfil

De Gaffe a 17.10.2018 às 09:13

:)
Vou contar-te um segredo:
Em minha casa sempre fomos ensinados a não dar beijinhos "a torto e a direito" e a não os receber, evitando cordialmente o gesto alheio. Os beijinhos foram banidos. Não havia, nem há, cumprimentos desses. basta um sorriso aberto. A minha avó declarava que beijinhos cordiais perdiam a validade demasiado depressa. Era necessário poupar para quando valessem a pena.

Somos muito esquisitos...
;)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 17.10.2018 às 10:43

A mim, fez desenterrar a memória ter de dar o beijo obrigatório e educadinho a uma certa pessoa - primo afastado e frequentador das reuniões familiares,dono de propriedades e brazonado e por isso, segundo os critérios de alguns, uma pessoa de bem - que me causava desde criança desconforto e repulsa... anos mais tarde já com 21 anos, tive uma abordagem desse homem que não foi só a do tal beijinho educado... confirmei o que no meu intimo já sabia...
Imagem de perfil

De Gaffe a 17.10.2018 às 11:15

Quando estendemos a mão a determinadas criaturas, convém que a mão que estendemos tenha garras.

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.





  Pesquisar no Blog

Gui