Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe omnipresente

rabiscado pela Gaffe, em 25.10.16

file282.jpg

 

Há já um tempo significativa que a Gaffe não é assombrada pelo troll que tem apenso. Salvaguardando os alfinetes de pouca monta lançados do blog onde desova, o troll tem vindo a fazer-se notar pela ausência de baba e de matéria putrefata despejada na caixa de comentários, mais ou menos anónimos, que uma rapariga esperta identifica de imediato pelo balbuciar dos mesmos e constantes erros.

 

Há no entanto uma espécie distinta de troll que causa alguma perplexidade.

 

Não é de todo um anónimo rancoroso a cuspir fel. Pelo contrário. É detentor de uma gentileza iluminada e assina todas as caixas de comentários de todos os blogs que existem e provavelmente deixa em rascunho alguns farrapinhos para aqueles que darão à costa.

A Gaffe fica pasmada quando, saltitando de blog em blog, abrindo os comentários como quem colhe florinhas, apanha de imediato com esta coisa a desejar tudo de bom e a declarar a sua admiração incondicional mesmo no post mais ranhoso, provavelmente um produto de uma noite mal dormida.

Não falha. É omnipresente.

A Gaffe confessa que raramente viaja pela blogosfera. É uma rapariga comedida e prefere cuidar do seu jardim a calcar a relva alheia, mas quando o tempo permite e há uma aberta no piso ocupado destas Avenidas, vai dar uma voltinha por ruas estranhas. É nesses fugidas que apanha a enxurrada. O troll está ali. Em todos os lados, em todos os cantos, em todas as esquinas. Assustadoramente gentil, enervantemente motivador, medonho de insistência.

O troll surge em todos as pontas. Aparece em tudo que é comentário. Quer ser o primeiro. É sempre o primeiro e lá vai rumando a outro blog logo depois de imprimir o seu contentamento muito simples no desprevenido que foi apanhado nos últimos que surgem ou naqueles que estão no brilho do destaque.

 

Este caso que merece análise cuidada que a Gaffe se permite não fazer, é inibidor de visitas. Ninguém atura tanta tentacular aparição. Fugimos de imediato com receio de perdermos a compostura e a pose, esbardalhando-nos contra a vontade de a trucidar ou desfazer em ácido.

 

Se é verdade que, como diz o povo - e o troll subscreve, - quem é vivo sempre aparece, há com certeza momentos em que preferíamos não embater com tamanha frequência contra um figurante de Walking Dead.

 photo man_zps989a72a6.png


11 rabiscos

Imagem de perfil

De Quarentona a 25.10.2016 às 13:43

Não sei de quem falas, mas conheço uma criatura que encaixa na perfeição na tua descrição. A mim, parece-me apenas tontinha... :))))
Imagem de perfil

De Gaffe a 25.10.2016 às 13:54

Não sei de quem falas quando dizes que falo de alguém ...
;)

Tonta ou não, a mim irrita-me tanto!!!
Imagem de perfil

De Cecília a 25.10.2016 às 14:18

sou avessa a redes sociais. sou avessa a quase tudo o que envolva muita "gente".
acabei por abrir o meu blogue porque estava cansada de deitar (literalmente) fora os meus apontamentos.
e vi-me hoje metida (mas em género a última a saber) numa novela daquelas (eu que nem aprecio o género).
porque não me deixei estar eu quieta, muuuuito quieta? porque é que as pessoas não pode " ler-se" e "comentar-se" muito simplesmente por que sim?

a maldade alheia ultrapassa-me por experiência.

e agora fiquei assustada sem saber de que troll se está a falar. raisparta a minha credulidade.

Imagem de perfil

De Gaffe a 25.10.2016 às 14:37

Não dês importância.

O que te aconteceu toca-me indirectamente a mim e é sempre a mesma coisinha de nada. Uma mesquinhez imensa trocada por e-mail deslumbrada com o que jamais irá obter. A mediocridade às vezes é esconsa - embora sempre raquítica,- e baba-se como em overdose de ciúme, batendo nas teclas com dedos papudos e repletos de "frieiras", o azedume de quem não tem a mais ínfima réstia de inteligência, de elegância e de savoir-faire.
Há criaturinhas que de tão pequenas, só conseguem guinchar, ganir e cuspir asneira.

O post não tem nada a ver contigo - como poderia?!?!
Nem sequer toca a bainha do teu pensamento.
Gosto muito de ti. nada mais há para debater em relação a este miserável assunto.
Sobretudo não dês a mais microscópica importância ao que não passa de cretinice de gente muito, muito, muito pequenina.
Imagem de perfil

De M.J. a 25.10.2016 às 16:17

não devias falar no primeiro troll. se está tão quietinho é um risco tremendo sequer pensar nele: dá-lhe exatemente aquilo que pensa: ai que até mesmo quieto pensam em mim! que perseguido sou.

quanto ao outro troll fico imensamente triste: nunca me comenta, nunca tem uma palavrinha amiga, nunca me põe o dedo no ar. é uma desconsideração tremenda e julgo que merecia melhor :D
Imagem de perfil

De Gaffe a 25.10.2016 às 16:26

Tens razão. Embora haja sempre um miminho para mim seja onde for.

Comigo o segundo troll tem o mesmo comportamento. Nem uma letrinha, nem um beijinho, nem um comentário de incentivo.

Somos duas raparigas desnaturadas e ao abandono.
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 25.10.2016 às 19:07

Gaffe, deixe correr.
Há um alguém irritante que está em todo o lado, presumo que seja a mesma pessoa que refere no troll um.
Acho que há ali alguma deficiência.

Imagem de perfil

De Gaffe a 25.10.2016 às 20:12

Nao creio que haja. Suponho que é apenas uma necessidade absurda de se fazer notar.
Irrita imenso.
Imagem de perfil

De Corvo a 25.10.2016 às 23:27

Mulheres, de todas idades
De todas larguras
Umas beldades
Outras feiuras
por três amadas
cinquenta danadas
Por duas a comer
Cem a maldizer
Por uma a rir
Mil ódios a parir

Abençoadas todas sejam.
Imagem de perfil

De Gaffe a 25.10.2016 às 23:37

Meu caro Corvo,
Com os homens podemos cantar exactamente o mesmo.
Abençoados sejam.
Imagem de perfil

De Corvo a 26.10.2016 às 00:12

Umas vestindo
outras usando
Umas mirando
Outras mirrando.

Umas dançando
outras varrendo
Umas cantando
Outras morrendo

Umas beijando
outras desejando
Umas sorrindo
Outras gritando.

Umas nos trinques
Outras engordando
Umas de brincos
outras engomando.

Pronto! Mulheres, abençoadas algumas sejam.

Comentar post





  Pesquisar no Blog

Gui