Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe omnipresente

rabiscado pela Gaffe, em 25.10.16

file282.jpg

 

Há já um tempo significativa que a Gaffe não é assombrada pelo troll que tem apenso. Salvaguardando os alfinetes de pouca monta lançados do blog onde desova, o troll tem vindo a fazer-se notar pela ausência de baba e de matéria putrefata despejada na caixa de comentários, mais ou menos anónimos, que uma rapariga esperta identifica de imediato pelo balbuciar dos mesmos e constantes erros.

 

Há no entanto uma espécie distinta de troll que causa alguma perplexidade.

 

Não é de todo um anónimo rancoroso a cuspir fel. Pelo contrário. É detentor de uma gentileza iluminada e assina todas as caixas de comentários de todos os blogs que existem e provavelmente deixa em rascunho alguns farrapinhos para aqueles que darão à costa.

A Gaffe fica pasmada quando, saltitando de blog em blog, abrindo os comentários como quem colhe florinhas, apanha de imediato com esta coisa a desejar tudo de bom e a declarar a sua admiração incondicional mesmo no post mais ranhoso, provavelmente um produto de uma noite mal dormida.

Não falha. É omnipresente.

A Gaffe confessa que raramente viaja pela blogosfera. É uma rapariga comedida e prefere cuidar do seu jardim a calcar a relva alheia, mas quando o tempo permite e há uma aberta no piso ocupado destas Avenidas, vai dar uma voltinha por ruas estranhas. É nesses fugidas que apanha a enxurrada. O troll está ali. Em todos os lados, em todos os cantos, em todas as esquinas. Assustadoramente gentil, enervantemente motivador, medonho de insistência.

O troll surge em todos as pontas. Aparece em tudo que é comentário. Quer ser o primeiro. É sempre o primeiro e lá vai rumando a outro blog logo depois de imprimir o seu contentamento muito simples no desprevenido que foi apanhado nos últimos que surgem ou naqueles que estão no brilho do destaque.

 

Este caso que merece análise cuidada que a Gaffe se permite não fazer, é inibidor de visitas. Ninguém atura tanta tentacular aparição. Fugimos de imediato com receio de perdermos a compostura e a pose, esbardalhando-nos contra a vontade de a trucidar ou desfazer em ácido.

 

Se é verdade que, como diz o povo - e o troll subscreve, - quem é vivo sempre aparece, há com certeza momentos em que preferíamos não embater com tamanha frequência contra um figurante de Walking Dead.

 photo man_zps989a72a6.png


11 rabiscos

Imagem de perfil

De Gaffe a 25.10.2016 às 23:37

Meu caro Corvo,
Com os homens podemos cantar exactamente o mesmo.
Abençoados sejam.
Imagem de perfil

De Corvo a 26.10.2016 às 00:12

Umas vestindo
outras usando
Umas mirando
Outras mirrando.

Umas dançando
outras varrendo
Umas cantando
Outras morrendo

Umas beijando
outras desejando
Umas sorrindo
Outras gritando.

Umas nos trinques
Outras engordando
Umas de brincos
outras engomando.

Pronto! Mulheres, abençoadas algumas sejam.

Comentar post





  Pesquisar no Blog

Gui