Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe platinada

rabiscado pela Gaffe, em 06.08.19

1.jpg

No passado dia 01 de Junho Marilyn faria 93 anos.

Morreu a 5 de Agosto de 1962.

Demorei imenso tempo à procura de uma imagem fulgurante desta inacreditável e quase impossível mulher, mas todas, sem qualquer excepção, me deixaram deslumbrada.

É impraticável escolher uma única fotografia de Monroe, porque todas elas irradiam o magnetismo dos deuses.  

 

Do que dela disseram, escolhi a opinião de outro deslumbre no feminino.

Acabei por me render à evidência. Há muito pouca coisa mais saborosa do que um elogio de uma rival.

She sure registered on that screen. The minute the camera turned on her she became this incredible creature, and she was absolutely dazzling. She was-there’s no question about that. During our scenes she’d look at my forehead instead of my eyes. At the end of a take, she’d look to her coach for approval. If the headshake was no, she’d insist on another take. A scene often went to fifteen or more takes. Despite this I couldn’t dislike Marilyn. She had no meanness in her - no bitchery. She just had to concentrate on herself and the people who were there only for her… Fifty years on, we’re still watching her movies and talking about her. That’s not a dumb woman - trust me. - Lauren Bacall

 photo man_zps989a72a6.png


2 rabiscos

Imagem de perfil

De LAC a 06.08.2019 às 21:18

Houve um tempo em que, nesta altura do ano, a RTP passava sempre um ou mais filmes da Marilyn. Um tempo em que "Niagara", "Os inadaptados" ou "O pecado mora ao lado" podiam ser vistos em horário nobre. Foi graças a essa cultura cinéfila, que de facto havia na altura na nossa televisão, que pude descobrir, ainda na infância ou adolescência, actrizes como Marilyn Monroe, Elizabeth Taylor, Jean Seberg, Audrey Hepburn e Ingrid Bergman. Hoje em dia, os filmes da Marilyn devem estar todos disponíveis na net. Mas pergunto-me quantos miúdos nascidos já no século XXI fazem ideia de quem ela foi e do que representou para o cinema.
Imagem de perfil

De Gaffe a 06.08.2019 às 21:38

Os mitos são agora fabricados de outras formas.
As figuras que enumera fazem parte do acervo cultural que possuímos. É cinema. É da nossa responsabilidade preservar e transmitir esse património.

Comentar:

CorretorMais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.




Por força maior, os V. comentários podem ficar sem resposta imediata. Grata pela Vossa presença.


  Pesquisar no Blog