Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe poderosa

rabiscado pela Gaffe, em 26.01.16

Geof Kern.jpg

A ausência da minha irmã faz de mim uma espécie estranha de testa de ferro ou uma variante absurda de escudo humano.
Quando há uma alteração - por demais minúscula - a qualquer decisão por ela tomada, correm os rapazes e, reverentes, recolhem a minha mais leiga opinião e a minha mais inútil anuência. Desse modo poderão sempre pousar amavelmente as culpas da eventual asneira na idiota da mana, na irresponsável concordância da ruiva ao serviço de Sua Majestade.
Não que me incomode. Apesar de me cansar e ocupar em demasia, sei que todas as correcções são competentes e certeiras ou obedecem a normas previamente estabelecidas.  

Retenho, aparentemente, e só nestes momentos, a capacidade de decidir se está correcto um traço, se vale o esforço um risco, se é viável um rabisco, se não entra em colapso e em colisão com o inicialmente previsto, se rompe com o sonhado uma alteração de última hora a uma sentença erguida pela minha irmã.


No entanto, descubro que o poder não é, como é boato, afrodisíaco!


Hoje entrou aqui o mais belo rapaz que por estes corredores rodopia solto.

 

Tem olhos oblíquos e escuros e um riso branco e cristalino que faz esmagar completamente os guinchos desequilibrados e atolambados que, de quando em vez, vão tentando assombrar-me a vida.
Tem um torso largo de gravata louca, coxas retesadas, grossas e gulosas e um rabo divino preso e asfixiado.

 

Rodeou, conversou, solicitou, cercou, circundou, circulou, chamou, convidou, torneou, poliu e contornou, só para obter o meu sim relativo à modificação de um pormenor idiota na decisão que lhe deixaram agarrada ao colo.
Estava disposto a lutar por aquilo! Custe o que custar, tenha de dar o que tiver de ser.
Levanta-se descontraído e leve, distraído e fresco, ignorando que a braguilha sorrateira sorria na declaração de intenções.

O poder deixa-me nervosa e demasiado céptica em relação ao desejo que brilha nos olhos mais oblíquos.
Quero ser cortejada apenas porque existo e sem o menor rasto de razões mais fortes.


Disse que NÃO.

A tudo.

 

Fotografia - Geof Kern

 photo man_zps989a72a6.png

Gavetas:


12 rabiscos

Imagem de perfil

De Maria Araújo a 26.01.2016 às 17:48


Fixo este post, li, reli, não preciso comentar...
Exceptuo o que diz respeito à imagem em que a elegância e o porte da jovem mulher é deliciosamente belo, e garanto que imaginei-a tal e qual ela. Aliás, penso em si muitas vezes, no meu banal dia-a-dia, e comento para mim mesma "a Gaffe deve ser uma bela mulher".
Imagem de perfil

De Gaffe a 26.01.2016 às 20:01

Oh! Tão bom! Tanta gentileza a sua!

(Não sou de deitar fora...)
;)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.01.2016 às 16:32

E inveja com as outras que não secas. Estéril como um terreno de África.
Imagem de perfil

De Gaffe a 27.01.2016 às 17:41

Não entendi o comentário! Talvez esteja deslocado.

"E inveja com as outras que não secas" não é compreensível. "Inveja com"?!

Imagem de perfil

De Fatia Mor a 26.01.2016 às 18:28

Os melhores são os que conseguem transformar nãos em sins!
Imagem de perfil

De Gaffe a 26.01.2016 às 20:00

Concordo.
mas seguramente não é desta forma que o conseguem fazer.
:)
Imagem de perfil

De Corvo a 27.01.2016 às 00:04

A Gaffe desculpe, mas o comentário discordante é meu. Inadvertidamente não estava registado quando o inseri,. Lamento a indelicadeza.
Desejo-lhe uma excelente noite
Imagem de perfil

De Gaffe a 27.01.2016 às 09:36

Eu reconheci-lhe a gentileza e o irrepreensível cavalheirismo.
Imagem de perfil

De Vitória a 26.01.2016 às 21:18

Que delicia ehheheeh e a foto é espectacular
Imagem de perfil

De Gaffe a 27.01.2016 às 09:55

O fotógrafo é excelente.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 26.01.2016 às 23:58

A Belle Mlle desculpe, mas não podia estar mais em desacordo.
Quer ser cortejada porque apenas existe; mas bela.
A não sê-lo, apenas existiria como mais uma despercebida entre a multidão.
O que nos remete para uma profunda verdade, e, em meu entendimento, quiçá frustrante para uma mulher bela. Corteja a beleza ou o que a beleza envelopa?
Em todo o caso há sempre uma grande vantagem na beleza. Tanto quanto a vida me ensinou, nunca, em qualquer cor ou crença, uma mulher bonita ficou à porta.
Resto de uma excelente noite.
Imagem de perfil

De Gaffe a 27.01.2016 às 09:53

Oh! Meu querido,
Às mulheres belas é exigido muito mais do que as menos bonitas, acredite.

Comentar post





  Pesquisar no Blog

Gui