Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe pública

rabiscado pela Gaffe, em 24.08.15

A gaffe pública.jpg

A Gaffe escolhe como ilustre representante desta silly season o casal Lorenzo e Pedro.

 

Os dois meninos - um com corpo digno de selfie de facebook, o outro nem tanto, não deixando por isso de parecer muito saudável -, decidiram passear de mãos dadas e carinho exposto pelas ruas de Lisboa.

Os meninos, exibindo com insistência o facto de estarem apaixonados, são catapultados para a ribalta das notícias que os fazem render, dando que falar, dando que comentar, dando qualquer coisa desde que os mostrem.

A mimosa performance tem como objectivo medir o nível homofóbico da cidade, documentando as diversas reacções dos transeuntes que se cruzam com o doce enlaçar dos rapazinhos.

É evidente que não avaliam coisa que valha a pena registar, pois que se esquecem que a omnipresença da máquina que os vai filmando altera, diminuindo ou inflamando, provocando ou anulando, reacções e comportamentos de muitos emplastros.

 

As manifestações públicas de afecto nunca agradaram à Gaffe. Esta rapariga sempre sentiu que se espalharmos a privacidade na estrada, corremos o risco de cedo ou tarde a vermos atropelada e não adianta justificarmos a exibição amorosa com a necessidade de afirmação de uma causa. A performance de Lorenzo e Pedro não passa de um fait-divers em excelente forma física. Não é de todo um contributo para a denúncia da discriminação, positiva ou negativa, com raiz na orientação sexual. É maçador que a reivindiquem como tal, porque não representa nem significa nada, a não ser a tontice que grassa nos Verões do nosso contentamento.

 

Se os dois meninos desejam medir o que quer que seja, a Gaffe sugere que não o façam na rua usando a régua de uma exposição gratuita e inconsequente. Podem perfeitamente medir a pilinha um do outro no aconchego do lar.  

 photo man_zps989a72a6.png


8 rabiscos

Imagem de perfil

De Quarentona a 24.08.2015 às 10:44

Tão, mas tão de acordo :)))
Imagem de perfil

De Gaffe a 24.08.2015 às 10:54

Estou tão cansada deste tipo de tolices divulgadas como sérias!
Imagem de perfil

De Vanessa a 24.08.2015 às 11:10

Quando vi o vídeo, até pensei que iam usar uma câmera oculta, mas não e tens toda a razão em dizer que ao utilizarem uma câmera à vista, há pessoas que fogem para não aparecerem. E mostrar Lisboa para comprovar que um país inteiro não é homofóbico, também é ser um bocadinho tosco, porque... Lisboa não é a maioria do povo, portanto. Mas bom, eles quiseram aparecer, causar furor e agora que lidem com a fama, que pelo que parece, está a ser complicado
Imagem de perfil

De Gaffe a 24.08.2015 às 11:16

Câmara ou não, eis a questão.

Não vale a pena saber se lidam bem ou mal com o resultado da performance. É mais outra tontice.
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 24.08.2015 às 13:02

Uma tontice, sim, Gaffe.
Por que para mim a intimidade é para ser partilhada em privado logo, nunca me expus, concordo com isto :

"As manifestações públicas de afecto nunca agradaram à Gaffe. Esta rapariga sempre sentiu que se espalharmos a privacidade na estrada, corremos o risco de cedo ou tarde a vermos atropelada e não adianta justificarmos a exibição amorosa com a necessidade de afirmação de uma causa".
Imagem de perfil

De Gaffe a 24.08.2015 às 13:37

São ocorrências próprias da silly season. Não é lícito transformar performances destas em bandeiras representativas de causas, o que parece ter ocorrido.
Sem imagem de perfil

De Maria João a 25.08.2015 às 10:15

Completamente de acordo com a sua publicação. Há manifestações que não são para a praça publica. Não é aí que se afirmam, mas que se desbaratam. Mais ou menos o que penso das manifestações de orgulho gay e outras similares! E atenção que homofóbica não sou. Tal como gosto que respeitem as minhas, respeito cada um no seu direito das suas escolhas, mas sem precisar de as escarrapachar nas caras dos outros.
Imagem de perfil

De Gaffe a 25.08.2015 às 10:42

Não sei o que é o "orgulho gay".
Não entendo o conceito.
Sem imagem de perfil

De eduardo a 25.08.2015 às 17:46

toute politique est une coalition amoureuse et une liaison dangereuse
a ministry of hypocrite soundbites deadly beats and silly walks
uma lesbos caótica submersa por milhões de migrantes
Imagem de perfil

De Gaffe a 26.08.2015 às 08:36

Eventualmente tão babilónicas como o seu comentário.

Comentar post





  Pesquisar no Blog

Gui