Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe queirosianamente fácil

rabiscado pela Gaffe, em 25.09.19

Edouard John Mentha.jpg

Deparo-me, nas minhas andanças por diferentes Avenidas, com verdadeiras jóias, inesperadas, mas perfeitamente aceitáveis tendo em conta os contextos e as épocas em que foram ditas ou escritas.
Fornecem pequenas - contudo brilhantes - informações acerca, por exemplo, de como era encarada quer a narrativa para a infância, quer os seus produtores.

Tomemos, retirando à toa, uma das Cartas de Inglaterra de Eça de Queirós onde é louvada a literatura infantil inglesa e aconselhada a adopção iluminada deste tipo de narrativa fácil.
Ouçamos:

(...) eu tenho a certeza que uma tal literatura infantil penetraria facilmente nos nossos costumes domésticos e teria uma venda proveitosa. Muitas senhoras inteligentes e pobres se poderiam empregar em escrever estas fáceis histórias (...)

 

É natural que senhoras inteligentes e pobres não possam pela certa ser convidadas a escrever O Crime do Padre Amaro ou O Primo Basílio, cujas narrativas não são, de todo, fáceis - embora exijam produtor inteligente. É também curioso verificar que, aparentemente, a razão que origina a recomendação desta actividade seja a pobreza de quem é reconhecidamente inteligente, assim como o desejo manifesto de que esta literatura infantil esteja presente entre os nossos costumes domésticos.

Apesar do aceitável mau grado com que lemos estes anacronismos, somos obrigados a reconhecer que, também aqui, Eça é um iluminista. Ao pretender reformar os costumes, reconhece e considera que a literatura infantil serve essa reforma, não se esgotando nela evidentemente.
 
Mas não deixa de ser interessante este olhar queirosiano sobre o que na época se poderia apelidar a Literatura do sotão.
 
E não deixa de ser pertinente verificar que hoje o leque de quem escreve estas histórias fáceis se abriu imenso, incluindo também gente muito pouco inteligente e de todas as posses e poses.
 
Ilustração - Edouard John Mentha

 photo man_zps989a72a6.png


37 rabiscos

Imagem de perfil

De Sarin a 25.09.2019 às 11:23

Perceba, Mlle, que nenhuma senhora de alta extracção conseguiria reproduzir a pobreza dos orfanatos e dos meninos de rua. Da mesma forma, nenhuma pobretanas conseguiria imaginar o palácio de Aurora, quanto mais os salões de Rosings.
Então, como conciliar estas inexperiências e inaptidões com histórias para gente minúscula?

A abertura do leque trouxe-nos aquelas maravilhosas histórias sobre.
Imagem de perfil

De Gaffe a 25.09.2019 às 11:43

Hummmm ...
Não sei se Eça tinha presente esta sua referência...
Suspeito que não.
Não sei se me alimenta e sossega a poupa.

Repare então que, sendo assim, as Brontës jamais escreveriam o que quer que fosse. Eram absolutamente esmagadas por sombras pesadíssimas.
Emily Brontë nunca poderia ter escrito "O Monte dos Vendavais". Não tinha conhecimento dos extraordinários labirintos que descreveu.

Eça foi parvo, visto assim todo nu à luz dos nossas pobres lamparinas de hoje.
Imagem de perfil

De Sarin a 25.09.2019 às 12:01

Claro que conseguiriam, Mlle, as Brontë tinham sombras e vendavais e violência - mas tinham-se umas às outras, amparavam-se nas tempestades.

Pois Eça sabia, ainda hoje muitos sabem, que nenhuma mulher consegue escrever para além daquilo que vê. Os deuses agraciaram-nos com algumas prendas, mas a imaginação não foi uma delas.
Imagem de perfil

De Gaffe a 25.09.2019 às 12:05

Suspeito que as Brontë eram muito cabras umas para as outras.
MULHERES.
:)))))


Verdade. Eça é que é essa. Somos todas umas atadinhas.
Imagem de perfil

De Gaffe a 25.09.2019 às 12:21

Só para espantar pardais:

Hoje na Biblioteca dos Olivais, três inspectores da ASAE apreenderam o livro infantil " As Gémeas Marotas" do holandês Brick Duna.
Não foi dada qualquer explicação.

Onde é que vão instalar a fogueira ?
Imagem de perfil

De Sarin a 25.09.2019 às 12:52

Não conheço a história das gémeas nem a história da apreensão. Mas duvido que a causa seja censura - inclino-me mais para cópias ilegais (nem imaginas como as há!).

Não me espanto, aguardo para me espantar ou com a causa ou com o alarmismo :)
Imagem de perfil

De Gaffe a 25.09.2019 às 13:25

Seria muito fácil à ASAE explicar então o ocorrido.
Não o fez até ao momento, alimentando todas as especulações. Acredito que será essa a explicação oficial.

O livrinho foi completamente arrasado nas famigeradas redes sociais e, como seria de esperar, pelo senhor abade, por abordar temática de cariz sexual. Aborda-a muito cuidadosamente, segundo penso.

Não tenho esperança. "Isto" ocorre com cada vez mais frequência.

Imagem de perfil

De Sarin a 25.09.2019 às 13:34

Eu tenho. Confio na ASAE, talvez por conhecer bem o seu trabalho e por conhecer bem o trabalho dos seus detractores.

Sim, as autópsias são cada vez mais frequentes nas redes sociais; mas isso não significa que eu acredite que os autopsiados estivessem mortos aquando da mesma. E cada vez tenho mais horror ao que se diz por aí. Sabias que a "notícia" foi avançada por um blogue? Provavelmente o mesmo blogue que colocou a actual PGR numa fotografia de um evento de apoio a Sócrates, e outras notícias semelhantes...

Não, não me indigno sem confirmação dos factos. Seria indigno. :)
Imagem de perfil

De Gaffe a 25.09.2019 às 13:50

Não sei. Já não sei nada.
o livro em causa parece ser uma distorção da obra do senhor holandês - tornando-a bastante sexual ou de cariz abertamente sexual - e devia estar na secção destinada a adultos, mas tal não é justificação para a intervenção da ASAE, penso eu.
Deve ser outra a justificação que irá ser apresentada.

Estas "ocorrências" são desoladoras. Não sou muito perspicaz e - porque sou impulsiva -, por muito que esteja atenta acabo por derrapar nestas merdas - pardon my franch. Depois fico cheia de vergonha por ter sido tão parvalhona.

Andei uma semana toda escandalizada a espalhar que havia o artigo 7.º na Lei do Trabalho que permitia intervalos de tempo significativos a quem sofresse de gases.
JURO!
nem sequer tive a preocupação de me informar devidamente.

Por fim alguém teve piedade de mim e me confessou que me tinham andado a "gozar forte e feio".

Ainda hoje me esbofeteio.

Ai! Que PARVALHONA!
Imagem de perfil

De Sarin a 25.09.2019 às 14:15

Todos podemos cair, e penso que um dos objectivos de quem coloca em marcha as desinformações é, exactamente, conseguir que aceitamos tudo como verídico porque a experiência povoada de falsos casos nos demonstra ser verosímil aquilo que antes nos parecia impossível... todo o cuidado é pouco.

O livro em causa parece ser do próprio senhor, mas sob pseudónimo. É de 1970, ao que parece, e está, como esteve antes, classificado como literatura para adultos.

Aguardemos serenamente, sem matanças nem mortificações ;)
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 25.09.2019 às 18:25

Lamento muitíssimo que tal lei não exista.

Acho que amanhã já tenho com que me entreter na hora de almoço...
Sempre quero ver se as "peidorreiras" terão coragem de reclamar os seus direitos.

:))))))))))
Imagem de perfil

De Gaffe a 25.09.2019 às 19:49

Foi humilhante.
Umas meninas foram fazer uma acção qualquer de formação em direito administrativo (ninguém lhes compreendeu o interesse).
Quando perguntei se tinham aprendido alguma coisa, uma veio com a surpresa: havia um artigo, o 7¤, que conferia o direito a intervalos de trabalho regulares a pessoas que sofressem de flatulência.
Fiquei escandalizada!
Chocada.
Gostaram e não negaram.
Andei uma semana furibunda a rosnar contra tamanha tolice. Não me informei! Confiei nas ... cabras. Aquilo alastrou e toda a gente me falava do 7¤. Foi im horror.
Por piedade, alguém me comunicou o logro.

Ainda estão à espera da minha vingança. Não entenderam ainda que o medo que sentem é açúcar para mim.
:)
Ainda não encontrei uma coisa suficientemente humilhante para urdir.
Mas a vingança é fria.
Imagem de perfil

De Sarin a 25.09.2019 às 20:49

Ora aí está um belo tema de campanha! :D
Para as legislativas, bem entendido ;)
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 25.09.2019 às 22:44

Eu percebi.
'Tão eu lá era capaz de falar destes assuntos tão...mundanos no meu blog?! Nunca. "Jamé".
; )
Imagem de perfil

De Gaffe a 25.09.2019 às 23:57

"'Tá bem abelha"
:)))
Imagem de perfil

De Rui Pereira a 25.09.2019 às 23:30

Gaffe, desculpe, mas isso teve graça! :)))
Logo eu que não sou nada destas brincadeiras, pior quando são levadas ao limite, mas...
A senhora impetuosa que chega, dá a paulada e depois pergunta - foi o menino, não foi?
Nem só do expectável vive o homem!
A ingenuidade não é necessariamente um mau atributo, é mais um encanto, certo? :)))
Imagem de perfil

De Gaffe a 25.09.2019 às 23:56

Absolutamente certo.
A ingenuidade é o mais pequeno erro cometido pelos anjos mais marotos que sabem sempre que há alguém por perto que os veste depois.
Imagem de perfil

De Sarin a 25.09.2019 às 12:55

Antes de abrir a ligação já sabia quem me esperava :D

Lerei mais logo, com toda a atenção que a verve cheia de hóstias bolorentas me merece. Prometo resposta!
Imagem de perfil

De Gaffe a 25.09.2019 às 13:35

Há aqui uma nota explicativa importante.
https://ionline.sapo.pt/artigo/672251/asae-apreende-livro-as-gemeas-marotas-na-biblioteca-dos-olivais?seccao=Portugal&fbclid=IwAR3KjK9qnvNa4Xy8OvVRlST0lOQOHQ2da2FMuZanZcrDqRIHpLWvXPn7v40
Não sabia que era um aproveitamento de uma obra do autor holandês.

Aguardemos então explicações, apesar de tudo isto me cheirar a azedo.
Imagem de perfil

De Sarin a 25.09.2019 às 13:45

Respondi-te sobre os detractores da ASAE.

Cheira-me a azedo, sim, mas por outros motivos - há blogues que gostam de lançar polémicas que não o são. Repara como o assunto é tratado: "acção digna de mini-Bolsonaros". Se ainda não sabem as causas da apreensão, se dizem que vão aguardar explicações porque estão já a fazer julgamentos?

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=2321907638059665&set=a.1377372025846569&type=3

Recordo-me de uma campanha contra a ASAE, por esta ir distribuir alimentos apreendidos. As frases mais lidas pareciam de Jesuítas contra Luís XIV "Criminosos! Não é bom para os ricos, mas os pobres podem comer alimentos estragados!"
Fingiam desconhecer os promotores de tal ataque que a ASAE não apreende apenas alimentos estragados, mas também contrafacções, produtos não facturados, produtos ilegalmente importados, etc...

Confio. E não terei problemas em atacar a ASAE caso se confirme que foi acto de censura. Mas até lá, confio.

Imagem de perfil

De Gaffe a 25.09.2019 às 14:08

Fui ver com os meus próprios olhinhos, para não passar mais uma vez por imbecil.

O livro não tem nada de dramático. É só um livrinho tolo. Não ofende uma pulga mais atiradona e a ASAE apreendeu-o por não ter respeitado os direitos de autor, segundo a própria.

Prontus. Assunto resolvido e dado como arquivado.

Cambada de alarmistas estúpidos (onde eu me incluo, evidentemente).
Tenho mesmo de controlar esta minha onda de "maria-vai-com-todas"!
Imagem de perfil

De Sarin a 25.09.2019 às 14:20

Minha querida, o gene atacar ou fugir revela-se também a este nível :)
Mas com o tempo conseguimos domá-lo, educá-lo, treiná-lo para colocar o verbo avaliar antes dos outros dois ;)
Imagem de perfil

De Gaffe a 25.09.2019 às 15:04

Não sou tão sensata como V. Ex.ª, minha Senhora.
:(((
Imagem de perfil

De Sarin a 25.09.2019 às 15:18

Não nasci assim.
E ainda ontem o meu pai me chamou impulsiva por bater palmas ao ouvir o presidente do meu clube dizer exactamente aquilo que eu pretendia ouvir (que quer recuperar e devolver ao clube o património ampliado antes de investir numa equipa de futebol destinada a ganhar as competições europeias)
:))
Imagem de perfil

De Sarin a 25.09.2019 às 15:49

Li agora este artigo...

https://24.sapo.pt/atualidade/artigos/livro-as-gemeas-marotas-apreendido-por-asae-em-biblioteca-de-lisboa-no-ambito-de-processo-crime

Repara nos comentários. Nem sequer com a informação disponível conseguem fazer a leitura dos factos.O tal efeito de que falava há uns comentários atrás...
Imagem de perfil

De Gaffe a 25.09.2019 às 15:58

Estou muito envergonhada.
Não devia ter apitado sem me ter informado devidamente.
:(
Imagem de perfil

De Sarin a 25.09.2019 às 16:14

Minha querida, todos - sublinho todos! - podemos errar. O que salva uns da ignorância e condena outros à imbecilidade é a própria reacção ao erro.
Aquelas almas que comentaram no Sapo 24 tinham toda a informação e, ainda assim, reagiram como o incendiário que lançou "a notícia" desejava.

Apercebeste-te de que algo não estaria bem pouco depois do teu comentário. Para a próxima talvez te apercebas antes de escreveres o comentário - na última indignação navegaste uma semana o engano, certo? Desta feita durou muito menos... :))
Aprendemos com os erros, e que bom se todos forem desta dimensão :)

Beijos
Imagem de perfil

De Sarin a 25.09.2019 às 15:25

E darei resposta, sim, mas quando deixar de ser premium - não pago para ler opiniões deste fulano!
Imagem de perfil

De Sarin a 25.09.2019 às 16:17

Fofa linda coisa boa!!!!
Obrigada :))))))))))))))))

Agora vou chafurdar um pouco - talvez demore, custa retomar a serenidade depois das injecções de penimbecilina.
Imagem de perfil

De Gaffe a 25.09.2019 às 16:24

Gosto particularmente do senhor padre a clamar:

"Jesus Cristo, sempre tão condescendente com os pecadores, foi, contudo, impiedoso para os que pervertem as crianças: “se alguém escandalizar um destes pequeninos (…), seria preferível que lhe suspendessem do pescoço a mó de um moinho e o lançassem nas profundezas do mar” (Mt 18, 6).

:)))
Já não há moinhos?!
Imagem de perfil

De Sarin a 25.09.2019 às 16:28

Ainda não li, vim à farmácia (não, não por causa do senhor meu desadorado padre).

Mas começo a ver perversidade em Cervantes e no seu Cavaleiro da Triste Figura...
Imagem de perfil

De Gaffe a 25.09.2019 às 16:32

Não!!!!

Cervantes e o seu Cavaleiro são o meu lugar de espanto maior e de maior deslumbre literário.

Os moinhos combatidos por D. Quixote seriam outros. Ainda estão de pé.
Imagem de perfil

De Sarin a 25.09.2019 às 17:10

Decepcionada com a opinião do Portocarrero. Perdeu energia? Esperava fogueiras, gafanhotos, primogénitos caídos... a única passagem digna de nota é, efectivamente, a dos moinhos - que nem é dele!
Atravessa todo o texto um atroz desconhecimento das competências de uma Madame - nunca terá lido Bocage? Cleland? Sade?
E a insistência em chamar-lhe livro infantil... Anseio que alguém lhe apresente Fritz, the Cat.
Imagem de perfil

De Gaffe a 25.09.2019 às 20:02

A menina já leu "Teleny", atribuído a O. Wilde?

O senhor padre iria morrer de tanto esgadanhar a Bíblia se por lá desse uma vistinha de olhos.
:)))

Comentar post





  Pesquisar no Blog

Gui