Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe quibangista

rabiscado pela Gaffe, em 22.03.18

224.jpg

 

Confesso que não sou frequentadora das estatísticas do blog.

Foi uma alegria quando incluídas nas entranhas deste cantito, mas sou uma rapariga inconstante que rapidamente se desinteressa pelo que é igual em cada dia que passa e fui deixando passar os números e os dados que se repetiam.

 

É evidente que é reconfortante saber que somos lidas por quem gostamos e admiramos e é sempre agradável ter a presença assídua de pessoas que nos são queridas e com quem criamos empatias, mas é tolice ficarmos espantadas por nos chegarem visitantes da Ucrânia, da China ou do Cazaquistão. É gente mais proxyma do que pensamos.

 

Um pormenor que ainda me deixa curiosa é aquele que refere os termos de pesquisa.

Jamais obtive resultados menos próprios e, por norma, encontram-me atravessada na palavra Gaffe, no nome que foi atribuído a este pedacinho de nada, substituindo o e as Avenidas por um das Avenidas mais pomposo, e por Maria Guedes - o que me deixa perplexa, pois que não sei quem é a senhora e não creio alguma vez me ter aproximado de nome parecido.

 

Acontece que nas últimas semanas - e diariamente - tenho verificado que sou encontrada através de um termo extraordinário que me deixa preocupadíssima.

Procurei em todo o lado. Abri dicionários, abri enciclopédias, escancarei gavetas, vasculhei glossários, bisbilhotei armários, devassei elucidários, coscuvilhei caixinhas e mexeriquei nos bolsos.

Nada. Tudo era longínquo e tudo absurdo.

 

Humildemente suplico a quem me encontra através do misterioso termo, me elucide de uma vez por todas e me tire desta ansiedade tenebrosa, explicando a esta ruiva ignara a razão de estar ligada a tal enigma e o que raio vem a ser:

 

Quibangismo

quibangismo.JPG

 

 photo man_zps989a72a6.png


Comentar:

CorretorMais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.




Por força maior, os V. comentários podem ficar sem resposta imediata. Grata pela Vossa presença.


  Pesquisar no Blog