Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe selvagem

rabiscado pela Gaffe, em 01.12.15

1.1.gif

A Gaffe acredita que existe em determinados homens um apelo sensual fortíssimo que tem origem numa animalidade latente, numa irracionalidade incomum encharcada de feromonas e numa brutalidade misturada com a ingenuidade da natureza em todo o seu esplendor. Normalmente não são bafejados pela inteligência, mas quem se importa com pormenores quando o tamanho do exterior nos faz esquecer a casca de noz no interior.

São homens que nos fazem tremer as pernas, arrepiar o cabelo, pestanejar de perplexidade comprometida e gulosa e outras pequenas miudezas que não se dizem aqui por ser verdade.

São brutamontes inocentes que fazem com que desejemos ser agarradas – Deus e o Demónio sabem como! - e que nos permitem adivinhar que seremos, tarde ou cedo, transformadas em testes de resistência de uma parede.

Uma desgraça muito pouco digna de uma feminista que se preze.

A única forma de lhes resistir é vendo-os a comer, metáfora para o modo como nos comem a nós.

 Arranca-nos a vida como quem morde um fruto depois de o partir ao meio. Lambuzam-se com a indiferença de quem acredita que está sozinho e que sucumbir à boca da inevitabilidade é uma das normas inscritas no mapa do nosso destino.

1.2.gif

Mastigam-nos com a brutal inocência dos puros primitivos. Nada neste triturar bestial é propositado, porque tem origem ancestral. É arquétipo este natural moer. Provém da pré-história, lugar pouco afastado deste nosso macaquinho que crê, sem dúvidas a sombrear o seu instinto, que sempre foi assim por tradição e nada salvará as chocas das touradas.

1.3.gif

Acabado o repasto, besunta-se com o que restou das nossos dias, porque nada há de mais atractivo, porque nada há de mais apelativo, do que aromas de mulheres impregnados no corpo de um predador inconsciente. A naturalidade com que o faz é a mesma com que esquece que existiu uma feminilidade esbardalhada.

1.4.gif

O modo como prepara nova investida, passa pelo apagar de réstias do passado nos cantos da boca ainda com memória.

 

São tão lindos!

 

São absolutamente animalescos e, no entanto, todas nós sabemos que um bichinho por muito selvagem que seja, acaba sempre a ronronar nos braços de uma rapariga esperta, com uma coleira de nuvens, uma trela extensível e um açaimo que apenas é usado para intimidar as rivais.   

 photo man_zps989a72a6.png


14 rabiscos

Imagem de perfil

De Maria Araújo a 01.12.2015 às 14:49

"... testes de resistência de uma parede."
Isto leva-me para a brutalidade, quer seja deles quer seja nossa.
Lá está, se eu visse um homem destes lambuzar-se desta maneira, arrumava-o.
Mas é uma verdade que são cordeirinhos quando uma mulher espeta quer...
Imagem de perfil

De Gaffe a 01.12.2015 às 15:09

Não deve arrumar "à partida uma ciência que desconhece".
;)
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 01.12.2015 às 17:54

Ahahahahaha!
Desconheço essa ciência, sim.
Mas, e vendo as imagens, faz-me algum nojo vê-los comer dessa forma.
Imagem de perfil

De Gaffe a 01.12.2015 às 20:14

Os rapazes não estão sempre a comer...
;)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 01.12.2015 às 14:54

Comentário apagado.
Imagem de perfil

De Gaffe a 01.12.2015 às 15:08

As lianas são tão sedutoras!
Sem imagem de perfil

De PR a 01.12.2015 às 15:27

Eu gosto destes tipos.
Imagem de perfil

De Gaffe a 01.12.2015 às 15:41

Tu és um destes tipos numa versão genial, rara, cultivadíssima e sofisticada.
A "caça" é que é um bocadinho diferente.
;)
Imagem de perfil

De Quarentona a 01.12.2015 às 16:56

E de repente... deu-me a fome!
Imagem de perfil

De Gaffe a 01.12.2015 às 17:00

Se eu hoje fizer mais um comentário como os que tenho feito por aí, fico habilitada a conduzir um TIR e a cuspir para o chão...
Imagem de perfil

De Quarentona a 01.12.2015 às 17:03

Não te preocupes, eu vou ao teu lado para ajudar-te a descarregar o camião
Imagem de perfil

De Gaffe a 01.12.2015 às 17:06

Aceitaria, se não dependesse muito da mercadoria ...
;)
Imagem de perfil

De Quarentona a 01.12.2015 às 17:09

Ahahahahahahahahah
Nada de tráfico humano!!! Só coisas lícitas, senão corríamos o risco de ainda ter que gramar com os GNRs altos e espadaúdos e aí sim, seria a desgraça completa
Imagem de perfil

De Gaffe a 01.12.2015 às 17:11

Não me fales em GNR grandes e espadaúdos que fico logo apta a trucidar meia dúzia de velhinhas nas passadeiras só para os ter por perto e prontos a algemar-me!

Comentar post





  Pesquisar no Blog

Gui