Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe sem argumentos

rabiscado pela Gaffe, em 07.11.19

Our Lady of Good Counsel, Bartolomé Pérez, c. 16

Uma das maiores inutilidades que entopem as nossas vidas é despejarmos tempo nas sarjetas a argumentar com quem nos detesta seja como for.

É apenas importante verificar se pronunciam bem o nosso sobrenome.

Mana

Imagem - Nossa Senhora do Bom Conselho - Bartolomé Pérez, c. 1680

 photo man_zps989a72a6.png


34 rabiscos

Imagem de perfil

De Rui Pereira a 07.11.2019 às 14:29

E tem toda a razão!
Mas até para o pronunciar do sobrenome, estou como o Sérgio Conceição...
Imagem de perfil

De Gaffe a 07.11.2019 às 14:40

Meu querido,
Não faço ideia como está o Sérgio Conceição.
Aliás, nem estou a ver quem é o Sérgio Conceição.
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 07.11.2019 às 18:46

Não acredito...mas também não quero que te falte nada. Aqui o tens :

https://images.app.goo.gl/r7uLkFMrznc2WSJ16

; )
Imagem de perfil

De Gaffe a 07.11.2019 às 19:16

AH!
Não associei o nome à imagem.
Claro que sei quem é, mas a verdade é que não fixo nada que esteja relacionado com futebol. Deixo passar. Deve ter sido o que aconteceu com este rapagão que me parece bastante interessante.
;)
Obrigada ... ...
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 07.11.2019 às 14:53

É imagem é belíssima.
Nossa Senhora do Bom Conselho.
Imagem de perfil

De Gaffe a 07.11.2019 às 16:26

É lindíssima. O século XVII foi pródigo em imagens deste teor. Todas muito bonitas.
Nem sabia que existia uma Nossa Senhora para estas coisas!
Imagem de perfil

De Cecília a 07.11.2019 às 15:00

a santa mana começa a ser uma das perpendiculares mais interessantes destas avenidas ;)
Imagem de perfil

De Gaffe a 07.11.2019 às 16:25

:)
Acredito que sim.
Há muito pouco tempo apenas é que me apercebi que podia isolar as suas chicotadas e criar um nicho muito particular. Foi pena. Andam soltas as suas deixas por estas Avenidas fora.
Imagem de perfil

De júlio farinha a 08.11.2019 às 19:42

Mas há algum(a) santo(a) que não dê bons conselhos?
Imagem de perfil

De Gaffe a 08.11.2019 às 20:08

Imensos Santos!

Como sabe, desde o século XVI/XVII que as crianças "largadas na roda", as enjeitadas, tomavam sobrenomes "celestiais" quando eram recolhidas: dos Santos, dos Anjos, de Jesus, ...
Alguns destes Santos não davam, não dão, bons conselhos. São como alguns dos Bourbons.
:)
Imagem de perfil

De júlio farinha a 08.11.2019 às 20:23

Que erudição, Gaffe! - Não estou a brincar. É com prazer que leio os seus textos e comentários.
Há, por exemplo muitas criaturas a que foi dado o nome de Jesus. Isso não chega para fazer delas seres exemplares.
Imagem de perfil

De Gaffe a 12.11.2019 às 10:08

Ah!
Não é erudição. É coscuvilhice.
;)
Há as Maria do Céu que são infernos. Dizia o outro que o Inferno somos nós, logo, somos todos Marias do Céus.
Imagem de perfil

De júlio farinha a 12.11.2019 às 11:31

Marias do céu ou o inferno das Marias? Benditas são elas entre as mulheres?
Imagem de perfil

De Gaffe a 12.11.2019 às 11:36

Benditas.
Normalmente bem ditas, são o inferno dos Manéis ... os de Bourbon e outros.
Imagem de perfil

De júlio farinha a 11.11.2019 às 13:34

A Gaffe sem argumentos? Não acredito.
Imagem de perfil

De Gaffe a 12.11.2019 às 10:06

:)
Mas às vezes é tão reconfortante ficar sem argumentos!
Imagem de perfil

De júlio farinha a 12.11.2019 às 11:34

Diga-me o que devo escrever para que fique sem argumentos. Quero deixá-la no conforto do seu silêncio.
Imagem de perfil

De Gaffe a 12.11.2019 às 11:37

Um beijo basta.
;)
Imagem de perfil

De júlio farinha a 12.11.2019 às 11:50

Com todo o prazer. Um beijo verdadeiro e contundente. Gostou? Assim o espero.
Imagem de perfil

De Gaffe a 12.11.2019 às 11:58

Fiquei sem argumentos.
Imagem de perfil

De júlio farinha a 12.11.2019 às 12:48

Então já sabe o que é que se segue!
Imagem de perfil

De Gaffe a 12.11.2019 às 13:43

... A procura de argumentação, como será de prever.
Imagem de perfil

De júlio farinha a 12.11.2019 às 13:45

Esse encontro é previsível.
Imagem de perfil

De Gaffe a 12.11.2019 às 13:48

O que significa também que é seguro...
:)*
Imagem de perfil

De júlio farinha a 12.11.2019 às 13:56

Nem tudo o que é previsível é seguro.
Imagem de perfil

De Gaffe a 12.11.2019 às 14:00

Embora o contrário se verifique na esmagadora maioria dos casos.

A aventura é sempre uma prevista(?) insegurança que acreditamos conseguir tornar conhecida e domada. Uma insegurança é uma aventura à espera de se se tornar previsível.
Imagem de perfil

De júlio farinha a 12.11.2019 às 14:21

Também nem tudo o que é seguro é previsível. Deixo o problema da segurança por sua conta. Só digo que a aventura pode não ser uma insegurança "à espera de se tornar previsível". Uma aventura é um passeio no mundo da imprevisibilidade.
Imagem de perfil

De Gaffe a 12.11.2019 às 14:36

Poderíamos ir por aqui fora à aventura.
:)
Concordo quando diz que "uma aventura é um passeio no mundo da imprevisibilidade", mas acrescento "que vai sempre desembocar no que se transformará em previsível".
Uma aventura é sempre uma vida.
:)
Imagem de perfil

De júlio farinha a 12.11.2019 às 14:45

O que me fascina na aventura é a descoberta daquilo que é novo ou desconhecido. É aquilo que nos ultrapassa na nossa imediatez. É aquilo que está junto mas distante de nós. É aquilo que nos faz maiores e melhores. É uma experiência. Eu vivi, e vivo, uma aventura constante. E isso faz-me feliz e homem.
Imagem de perfil

De Gaffe a 12.11.2019 às 14:49

Reparo que vem ao meu encontro.
:)
A vida, vivida como uma aventura. A previsibilidade adiada, para se conseguir ser feliz.
Imagem de perfil

De júlio farinha a 12.11.2019 às 14:58

A vida é o conjunto dos "nossos bons encontros" (Erasmo de Roterdão)
Imagem de perfil

De Gaffe a 12.11.2019 às 15:19

Erasmo sempre me pareceu aqui muito optimista.
:)
Esquece sempre os "maus encontros". São os que dão coesão aos outros e alicerçam o conjunto.
Imagem de perfil

De júlio farinha a 12.11.2019 às 15:44

Os "maus encontros" são desviantes. Não contribuem para uma vida boa e rebaixam o ser humano a uma condição menor em termos espirituais. Gaffe deve estar a referir-se à dialéctica do positivo e do negativo. Nestes termos tem razão. É do Bem e do Mal que surge o novo e a própria vida.

PS: Estou a entrar num ciclo vicioso e a ficar, agora eu, sem argumentos. Vamos fechar, por instantes, o nosso debate? Até mais logo.
Imagem de perfil

De Gaffe a 12.11.2019 às 15:52

Sim. A tudo.
:)*

Comentar post