Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe sem calças

rabiscado pela Gaffe, em 15.01.19

S.c..jpg

A Gaffe acaba de saber que se vai dar continuidade ao dia sem calças, abraçando-se mais uma vez um evento com raízes fora deste jardim.

 

É divertidíssimo, embora por cá se tenha perdido o objectivo que guinou o acontecimento e que nos reportava a uma disrupção, uma ruptura, uma propositada e consciente negação do normalizado e do normativo.

 

Estas pequenas tontices são maravilhosas como forma de afirmação pacífica, e provavelmente inofensiva, de independência em relação ao estipulado como regra burocrática ou acinzentada. Fazem com que nos encontremos com imagens que gostaríamos de banir para todo o sempre e, compensando a onda polar, outras que aquecem os nossos sonhos menos próprios e menos públicos.

 

Nada mais do que tal.

 

A repercussão do ocorrido não adquire dimensões significativas e é aceite como divertido modo de um adulto apanhar frio e aparentar um ar um bocadinho totó, laró, ligeiramente parvo, de pasta séria, carranca fechada, sapatos bicudinhos, gravata esticada e cuecas limpas e pacatamente exibicionistas.

 

O que causa dano nas hostes mais conservadoras, mais uma vez imbuídas de pudores suados, mais uma vez saturando o ar com uma dose engarrafada de bons costumes, é a possibilidade de ofensivamente se notar muito a pila - traumatizando as criancinhas pobres que não vão à praia -, ou a eventualidade da moçoila se estar a colocar a jeito.

 

Estas preocupações recorrentes - sobretudo quando a Maria José Vilaça não opina, fomentando a cura para estas disfunções -, atinge uma gama significativa de tolices sem importância.

É enternecedora a indignação destes escandalizados defensores do lógico intransigente, que muito possivelmente faz companhia à que rasga as vestes quando um rapazola se lembra de vender engarrafado o ar de Fátima, com planos para fazer o mesmo ao ar de Lisboa - há décadas que existe enlatado o ar de Paris, o ar de Veneza, o ar de NY e o ar de quem viaja por todo o lado. As latinhas são uma delícia! 

 

Este tipo de indignação, de choque, de revolta, de escândalo, desconhece que a apetência para transformar a tolice inofensiva em fait-diver turístico - logo ali ao lado dos porta-chaves, dos pins, dos ímanes para espetar na porta do frigorífico ou de outras centenas de recuerdos inimagináveis que abundam nas mais variadas esquinas de todas as cidades visitáveis do planeta -, não provoca o colapso do universo.

 

Parece, no entanto, evidente que esta capacidade para inventar razões para sorrir, é causa de muitos abalos ou mesmo do soçobrar dos universos dos que usam, pela vida fora, apenas as calças onde só há bolsos para enfiar o que há muito engarrafado lhes avinagrou o cérebro.      

 photo man_zps989a72a6.png

Gavetas:


8 rabiscos

Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 15.01.2019 às 18:53

Fazer rir é uma coisa muito séria. Inata. 
Muitos tentam mas cheiram a mofo com "piadas" e (des)graçolas que só eles entendem. Instala - se então a frustração e ,logo a seguir, o ataque a tudo o que é genuinamente divertido e inofensivo. 
Era capaz de oferecer um "certo ar" engarrafado a essas 'ssoas .Aposto que não iam achar graça nenhuma mas eu rir-me - ia que nem uma perdida. Aliás,  já me estou a rir só de imaginar. (sou péssima, eu sei)
;)))))


[Sei que o último parágrafo não foi escrito a pensar em mim e nas palermices que vou vomitando lá no meu blog mas vou fingir que foi. Posso?
;)*]
Imagem de perfil

De Gaffe a 15.01.2019 às 19:37

Mas o ar que lhes oferecerias, já elas o engarrafaram para consumo próprio.


Podes.
:))))
Imagem de perfil

De naomedeemouvidos a 15.01.2019 às 21:55

E eu, parva, que deixei de andar de metro...pensei que não perdia nada e, afinal, como tantas outras vezes, enganei-me!
Imagem de perfil

De Gaffe a 15.01.2019 às 22:14


No metro apanha-se demasiadas coisas.
Algumas não estão de cuecas ...
Imagem de perfil

De naomedeemouvidos a 15.01.2019 às 22:24

E pode nem ser o pior...
Imagem de perfil

De Gaffe a 15.01.2019 às 23:11

A resposta que apaguei não era daqui.

O certo aqui é que nunca sabemos o que se esconde nas medidas dos outros.
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 16.01.2019 às 19:07

Desconhecia este dia sem calças,por cá.
Acho que ia rir-me.
Ou então mirar...
Imagem de perfil

De Gaffe a 16.01.2019 às 20:50

Fazemos as duas coisas, dependendo do produto exposto.

Comentar post





  Pesquisar no Blog

Gui