Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe sem luar

rabiscado pela Gaffe, em 17.10.14

Ludovica Riba d’Ave Vilarinho e S. Romão (Lua para os amigos) é uma Teckel de muito boas famílias que nos suporta com sobranceria, caninamente apaixonada pelo dono que persegue de forma compulsiva, de cauda em arco a abanar pausadamente.
Meiga, inteligente, fleumática, óptima caçadora e muito pouco dada a mimos, é o oposto da Bórgia, assassina nata, bipolar, maníaco-depressiva, histérica e esquizofrénica.

 

Lua adoeceu.

 

A cadelinha vinha há já algum tempo a ameaçar fragilidade. Foi-lhe diagnosticado um problema cardíaco com aguda gravidade e artroses nas minúsculas patinhas rechonchudas.

Depois de medicada, a Lua resistiu e, rapariga forte, corria pela casa atrás do dono, desenfreada e tonta, reguila e distraída, desajeitada e senhora do seu um nariz seguro e empinado.

 

Agora piorou.

 

No mapa da minha alma tenho a Lua no instante do salto, de alegria disparada, de correria desatada a desfazer a relva, atrás do dono, os dois a gargalhar, os dois a explodir de espaços repletos de vento.

Os dois já cansados deitados no chão.

O que retenho desenhado é a absurda cumplicidade da cadela com um garnizé psicipata. Os dois dispostos sempre a atacar o estranho. Os dois a perseguir o Chanel da visita e já escondidos a rilhar a troça de ver por terra, tombada e amarfanhada, a pose das senhoras.

O momento que guardo é o que me fala do adormecer da Lua no colo do meu irmão depois de o olhar com a mais completa entrega, a mais fenomenal das fidelidades, o mais perene Amor do Universo inteiro.

 

A vida distorce, altera, transforma o mapa que retenho.

 

Lua piorou e já não corre.

 photo man_zps989a72a6.png

Gavetas:


3 rabiscos

Imagem de perfil

De bloga-mos a 17.10.2014 às 14:25

So sorry, honey...
Imagem de perfil

De Gaffe a 17.10.2014 às 16:27

Estou muito, muito, muito triste e muito preocupada.
Imagem de perfil

De Blogadinha a 19.10.2014 às 16:56

Um dia quis gritar com quem me disse que 'o amor dos bichos só dura uma hora'. Depois da tempestade compreendi e sorri-lhe em pensamento. Tão verdade... Triste na tua perda. Votos de sorriso breve. :)

Comentar post




Por força maior, os V. comentários podem ficar sem resposta imediata. Grata pela Vossa presença.


  Pesquisar no Blog