Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe sem palavra

rabiscado pela Gaffe, em 13.06.16

703.jpgAdormeceu.  

É fascinante o modo como respira! Como um sopro de pássaro a voar rasante sobre uma planície.  
Tem a boca carnuda como um fruto de Verão e esculpida grossa e encorpada. Na nudez completa o essencial agora é o desenho desse espaço imprescindível para mim, que ignoro o corpo que resta.  


Há palavras que não dizemos, porque no silêncio as ouvimos soar dentro da alma e porque todas as sílabas nos chegam decepadas, como se no caminho que vai da alma onde soam, à boca que as diz, tudo se perca e se abram flores de carne inúteis e incompletas.  
Nunca lhe disse que o amava. Nunca! Mesmo quando na boca o sabor a mel e a pólen se vem misturar com a saliva. Mesmo quando na boca carnuda que adormece e vejo adormecida, o respirar cadenciado não é mais do que a palavra que não digo.

 

Nunca lho disse e digo-o tantas vezes em sussurro às coisas e às gentes com que cruzo!  
Dizer que o amo, seria como disparar uma armadilha, ouvir silvar as balas, quebrar ondas do mar só com os dedos, deixar que lírios tombassem sobre a cama e inocente morrer depois desprevenida e nua sobre a nudez perfeita da Verdade. 
A minha ausência de voz neste sentir possível, talvez seja a certeza do que tenho na alma a esvoaçar pairando sobre a boca adormecida e medo de a acordar e não sentir mais nada.  
Quando ele acorda e traz do sono ainda a névoa dos que sonham acordados, ouço a palavra que nunca lhe entreguei presa na boca carnuda e desenhada a prumo e acredito nela como se ela fosse terra ou mar ou um pedaço de pão pousado na toalha do meu peito, mas da minha boca apenas se desdobra um beijo.

 

Agora adormeceu e perto do desabrigo da nudez, na minha boca amadurece, sem que ele a veja, a palavra que nunca lhe direi.

 photo man_zps989a72a6.png

Gavetas:


15 rabiscos

Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 13.06.2016 às 15:16

Palavra para ser usada com extrema moderação pois os efeitos secundários podem ser uma grande chatice .
Há coisas que o coração sente,a boca não diz mas que os olhos gritam .
Não precisas de lho dizer pois ele já te ouviu "gritar" (não tenhas a menor dúvida disso ).
Imagem de perfil

De Gaffe a 13.06.2016 às 15:21

Se o fez, tenho a impressão que me vai apetecer dizer muito baixinho: pobrezito!

Como é uso dizer-se no Douro - Não sou um "bom partido"...
:)
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 13.06.2016 às 15:31

Ai não, que não és ;)
Imagem de perfil

De Gaffe a 13.06.2016 às 15:34

Olha que não!
Ultimamente tenho achado tudo muito caro e não sei se é uma constatação de um facto ou se é apenas porque estou pobre.
;)
Imagem de perfil

De Corvo a 14.06.2016 às 00:10

Por acaso eu sabia que se tratava de uma metáfora. Não que eu seja mais esperto do que os outros e muito ao invés, mas porque duas vezes já chegou para me vacinar comme il faut.
Só não sabia do que se tratava. Coisas carnudas, desejos e palavras que nunca te direi e tal, mas agora que afinal confessa que é muito pobrezinha acho que cheguei lá.
Cerejas. É isso não é? A Demoiselle vê-as ali, carnudas e apetitosas mas como está muito pobre fica a sua paixão por realizar.
:)
Imagem de perfil

De Gaffe a 14.06.2016 às 00:20

:)
Nem mais! Cerejas de Resende que sempre me recordam Paris!

(Não! ... terá que descobrir sozinho. Não é dificil. Basta saber recuar...)
Imagem de perfil

De Gaffe a 13.06.2016 às 18:48

Esqueci-me de dizer que o que acabei de escrever era uma metáfora.
Suspeito que exijo demasiado dos outros, com muito pouca coisa para oferecer em troca.
:)
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 13.06.2016 às 22:12

Eu percebi o que escreveste.
Só não acredito que isso seja verdade , só isso .
Pelo pouco que me /nos deixas perceber aqui , não me parece que o que tens para "dar" seja assim tão pouco. Seja como for, pouco ou muito, continuarei a aqui vir receber o que nos dás (a todos que te visitam) à borla. ;)


P.S- Se exiges demasiado dos outros é porque dás na mesma proporção.
Imagem de perfil

De Gaffe a 14.06.2016 às 00:04

:)
Quero acreditar que sim. Protege-me e de certo modo salva-me.
És um amor. Obrigada.
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 14.06.2016 às 00:09

Sou nada!
Sou má como as cobras,azeda que só visto e com um calhau no lugar do coração.
;)
Imagem de perfil

De Gaffe a 14.06.2016 às 00:16

Claro, claro, claro!
(Tosse)

Tu sabes que eu sei que tu sabes que não.
Imagem de perfil

De Fernando Lopes a 13.06.2016 às 19:09

O amor também necessita de verbalização, minha querida. Não enfadonha e constante, apenas um sussurro ao ouvido. Mil olhares não substituem o aconchego proporcionado pela palavra «amo-te».
Imagem de perfil

De Gaffe a 13.06.2016 às 19:51

Eu sei, meu muito querido amigo.
Sou uma parola emocional incapaz de verbalizar o que realmente vale a pena.
Imagem de perfil

De Quarentona a 13.06.2016 às 23:45

Já te disse hoje que me sinto analfabeta perante os teus escritos? Quando for grande quero escrever assim!!!!
Tão bom :))))
Imagem de perfil

De Gaffe a 14.06.2016 às 00:02

:)
Tu sabes fazer corar uma ruiva.
***

Comentar post





  Pesquisar no Blog

Gui