Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe silenciada

rabiscado pela Gaffe, em 06.03.18

gunsandbooks.jpg

 

Olham-se e continuam a trespassar com os dedos o corpo um do outro e a fingir que é amor a dor dessa vertigem.
De olhos sem sentidos, a disparar palavras sobre a carne.

É trágico quando o que faz falta ao nosso silêncio, para que o silêncio do outro seja completo, é que até a solidão se torne muda.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)


8 rabiscos

Imagem de perfil

De Fleuma a 06.03.2018 às 17:42

Tente o impossível: tente explicar-me porque razão o que mais me atrai em si é este seu lado menos luminoso?

Contra todas a noções e por muito que alguém afirme em contrário, o cinzento é muito precioso em si.

Diria, sem querer ofender, que estupidamente precioso.

Creio que a solidão é sempre muda. Sempre. E o silêncio é melhor forma de homenagem.


Beijo tímido, não vá perturbar este cinzento.
Imagem de perfil

De Gaffe a 06.03.2018 às 20:24

E há solidões ruidosas. Geralmente os sons que produzem atingem lugares onde não se entra, porque entram em nós. E ficam. Há lugares de solidão que nos habitam através do eco.

Não sei se o cinzento é a cor do eco. Se o for, talvez tenha encontrado a resposta à sua dúvida.
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 06.03.2018 às 19:12

Porquê esta imagem?
Imagem de perfil

De Gaffe a 06.03.2018 às 20:18

Foi, creio, uma escolha instintiva.
Talvez porque são retratados instrumentos de solidão e de silêncio. Suponho que por terem já sido usados.
Não sei. Tinha de ser esta.
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 06.03.2018 às 20:32

Gosto do cinzento na solidão, dou-me bem com a solidão, gosto do silêncio entre duas pessoas que se gostam.
A imagem fez-me alguma tristeza pela palavra "gun".
Entendo que, tal como os livros, as armas sejam a solidão de pessoas solitárias.
Imagem de perfil

De Gaffe a 06.03.2018 às 21:43

Ou de pessoas em segunda mão.
Sem imagem de perfil

De Cuca, a Pirata a 06.03.2018 às 20:39

A solidão muda tem o alívio das coisas assumidas.
É uma vertigem usada e gasta, essa. Em segunda mão.
:)
Imagem de perfil

De Gaffe a 06.03.2018 às 21:44

Exacto.
Como diria um solitário: tão exacto como um fio num abismo.

Comentar post



foto do autor