Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe simbiótica

rabiscado pela Gaffe, em 03.04.19

Catrin Welz-Stein.jpg

 

Sei que a minha vida depende da agenda dos outros.
Trata-se de uma relação mais simbiótica do que parasitária. Forneço a possibilidade de me controlarem a banalidade e, em troca, oferecem-me a capacidade de os manipular devagarinho, quando as questões me parecem vitais para o meu equilíbrio interior naturalmente instável.


Pode parecer cínico, mas é muito cómodo.


É-me indiferente o facto de, ontem ao fim da tarde, me terem arrancado do Porto, com uma mala desordenada e aborrecida, me terem enfiado no carro e me terem informado, finalmente, que iria passar uns repousantes dias no Douro, antes de partir para sempre.

 

- Desta vez não haverá mais florinhas para regar aqui. A priminha garantirá que restarão apenas as da tua cabeça.

 

Aprendi que se torna muito mais saudável se me deixar levar em vez de espernear e me debater em nome de causas que não afectam o que realmente desejo.


A maior parte das vezes, o controlo que pensamos exercer sobre a vida dos outros, não passa de uma forma subtil de sermos manipulados por eles.


Acordei hoje com os latidos furibundos da sucessora de Bórgia, a cadela Cartier, e com o chilrear de umas coisas com penas e com bicos, a minha Jacinta trouxe-me o pequeno-almoço e na bandeja havia beijos e ternura para barrar o pão quente e a minha prima, futura agente dupla, está no jardim a cantar desenfreada Singing in the rain.


Tudo está correcto. Tenho apenas de verificar a consistência dos fios dos fantoches.     

 

Ilustração - Catrin Welz-Stein

 photo man_zps989a72a6.png

Gavetas:


8 rabiscos

Imagem de perfil

De Maria Araújo a 03.04.2019 às 14:54

Um bom descanso.
Imagem de perfil

De Gaffe a 03.04.2019 às 14:57

Há e haverá sempre flores para se cuidar.
:)

Obrigada.
Imagem de perfil

De Impontual a 03.04.2019 às 17:11

A manipulação estratégica é uma técnica finíssima de sobrevivência. Praticamente uma ciência. Semiótica pura. Desde que não se cometam grandes gafes.

Boa tarde. Como vai?

Impontual
Imagem de perfil

De Gaffe a 03.04.2019 às 18:35

Sem dúvida.
Semiótica e simbiótica.
A segunda, pelo que foi dito. A primeira, porque exige um conhecimento amplo dos signos e dos símbolos, das funções do significante e do significado. Sem esses dados, creio que é frustrada e torna-se um amontoado de gafes.

É sempre um excelente desafio intelectual.
:)
Boa tarde, meu caro.
Vou sobrevivendo. Obrigada.
Está bem?
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 03.04.2019 às 23:08

Gostei do que li, porém, houve uma pequena alfinetada que me fez levantar o sobrolho:
..."antes de partir para sempre"...

?


: /
Imagem de perfil

De Gaffe a 04.04.2019 às 00:10

Estou sempre a voltar para trás. Chega uma altura em que não há desculpa para regressar ao meu Douro. Chega uma altura em que tenho mesmo de ficar no lugar onde pertenço. Digo isto há anos. Não me parece que me deixem fazer de conta que sou um pêndulo durante muito mais tempo e estão cheios de razão.
:)
Cada um no seu lugar e "cada macaco no seu galho".
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 04.04.2019 às 07:04

Espero que fiques por cá. Paris pode parecer - se contigo mas o Douro é a tua casa.
; )*
Imagem de perfil

De Gaffe a 04.04.2019 às 10:52

Acredita que já não sei muito bem onde é a minha casa.
:)

É curioso! Estava pronta para falar disso. Vou deixar para um dia próximo.

Comentar post





  Pesquisar no Blog

Gui