Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe sonolenta

rabiscado pela Gaffe, em 24.10.14

9.JPG

A Gaffe tem os braços sonolentos.

Gostava que chovesse. A chuva é exigente. Fácil de abraçar, mas difícil de aquecer dentro do abraço.

Depois a Gaffe gostava que surgisse o silêncio. A ténue teia do silêncio, como se nos braços  houvesse uma saudade a proteger do tempo. Ou de um segredo. Os segredos são traços de carvão no chão das ruas. As águas da memória alteram o formato, diluem o rigor com que os riscaram.

Distorcem o guardado.

A Gaffe pensa que proteger um segredo é como ter saudades. Sabemos das almas que os provocaram, segredo e saudades, mas perdemos nas chuvas dos braços o rosto dos donos.

A Gaffe, de braços sonolentos, mascara-se de nuvem.

 photo man_zps989a72a6.png


1 rabisco

Imagem de perfil

De bloga-mos a 24.10.2014 às 12:14

Acabei de me inscrever num curso intensivo de meteorologia...

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.





  Pesquisar no Blog

Gui