Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe trollitada

rabiscado pela Gaffe, em 09.12.16

 

A Gaffe é inócua e absolutamente asséptica. Todas as suas frases não são dignas de figurar nos anais das histórias da carochinha. São apenas uma forma de uma rapariga esperta se divertir nos espaços que lhe são dados para repouso.

 

Não é de todo razoável vir alguém esbardalhar-se neste cantito inofensivo, desatando à estalada ou comentando e dimensionando o ego de quem jamais conhecerá.  Um ego não é mensurável e muito menos comparável. Não é o pirilau dos meninos.

Não é também amoroso o troll que decide tentar alfinetar esta pobre rapariguinha disparando coisinhas, uns nadinhas, uns pechisbeques pontiaguados, do buraquito onde se vai criando bolor, tentando atingir a vida privada, a profissão, as características, as idiossincracias, as opções, o estatuto e as migalhas que se convence que é capaz de roubar. 

 

Um troll passível de se incluir numa destas duas vertentes é de difícil controlo, como é sobejamente sabido, mas costuma atacar os blogs de referência, utilizando-lhes a notoriedade e, por estes caminhos ínvios, clamando a atenção para a sua própria lura. A Gaffe estava portanto posta em sossego, não suspeitando que poderia ser beliscada e mordiscada por um deles, lá dos fundos da estrumeira. É evidente que ficou impressionada. Ter um troll destes já digno de notificação oficial e merecedor de referência e de destaque.  

 

O irónico é sentir que o que o troll pensa tocar é apenas uma imagem virtual, filtrada e coada através de esquiços ou rabiscos rápidos que vão sendo seleccionados ou descartados.

O que o troll atinge nunca são os dedos de quem tecla, esbardalha-se apenas contra uma figura de cartão.

A grande danação do monstrozito é que neste estrebuchar, acaba inexoravelmente por revelar a totalidade da sua nudez papuda e ensebada.           

 photo man_zps989a72a6.png

Gavetas:


22 rabiscos

Imagem de perfil

De Maria Mocha a 09.12.2016 às 10:40

A Gaffe escreve tão bem e de forma tão ambígua que me chocalha a cabecinha toda!
Imagem de perfil

De Gaffe a 09.12.2016 às 10:46

Oh!
Olhe que não, olhe que não.
:)*
Imagem de perfil

De Maria Mocha a 09.12.2016 às 16:21

Onde é que eu já ouvi isso?
Bem, posto assim, eu até me consigo ver a dizer, com algum anacronismo: "Ó Sr. polícia, desapareça!"
Imagem de perfil

De Gaffe a 09.12.2016 às 16:27

Não diga!
Há GNR tão interessantes!!!
Imagem de perfil

De Maria Mocha a 09.12.2016 às 18:01

Tens razão! E também já desencarnei do Mário Soares.
Imagem de perfil

De Gaffe a 09.12.2016 às 18:08

Antes ele que o filho, apesar de tudo.
Imagem de perfil

De Corvo a 09.12.2016 às 10:49

E não desarma, hem, Gaffe?
Ainda dizem que as mulheres são inconstantes. Burros! Uma vez distinguida, fidelidade eterna!
:)
Imagem de perfil

De Gaffe a 09.12.2016 às 11:07

)
Não. Não desiste.
Tenta subtilezas torpes e florinhas parvas, mas não consegue deixar de saltitar sem cuecas. O que vemos, acredite, não é de todo recomendável.
Imagem de perfil

De Fátima Bento a 09.12.2016 às 11:39

Here, here! Here, here!
(como dizem os nossos amigos que saíram da UE...)
Imagem de perfil

De Gaffe a 09.12.2016 às 12:38

Confesso que não entendi, mas apoio.
:)))
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.12.2016 às 15:51

É exatamente isso.
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 09.12.2016 às 13:14


As duas últimas palavras estão perfeitas.
Imagem de perfil

De Gaffe a 09.12.2016 às 14:28

:)
Mas não adiantam nada de útil. São lidas como objecto de massacre injusto e desumano.
Sem imagem de perfil

De Isa a 09.12.2016 às 16:42

Ohhh.. mas..mas... Pobre mártir acossada por tantos, ali em seu cantinho fedorento onde pratica tão somente a paz e o sossego e se derrete em gratidão eterna ao eventual comentador, qual Kaa, em feitiços pra com seus pequenos Moglis...

Naturalmente que serão de esquecer - uma vez operado o miraculoso "crescimento interior" - as investidas tresloucadas praticadas por pequeno gnomo revestido a sebo e verde-pulha, de não se levar em conta as constantes "ameaças" implícitas do quão sabe e do tanto que seus gordos dedos periclitam por esclarecer as hostes, fugindo-lhe pústula alma para o anseio de classificar outros, de acordo com seu bosteloso reflexo.
Mas não o fará. Nunca!, afirma o ignóbil gnomo.

Somente porque já o fez, dirão alguns - ou eu, mais exactamente - e há rabiosques que, sabe-se lá porquê, se apertam de modo a nem agulha lhes caber, perante a perspectiva de apuramento de verdades.




Imagem de perfil

De Gaffe a 09.12.2016 às 16:59

Isa, meu amor,
És um potentado a escrever. Fico maravilhada. parece tão fácil esbofetear com as tuas palavras depois de lidas, mas é quase impossível levantar a mão como tu a levantas. És bravíssima e rendo-me perante as piruetas das tuas palavras certeiras e seguras.

Tenho seguido o teu blog e quero muito comentar, mas aquilo não mo permite.
Sem imagem de perfil

De Isa a 09.12.2016 às 17:40

Sei que sabes, Gaffe, que não carecem de registos escritos aqueles que se identificam em índole.

De resto, a minha escrita sou eu... Comento-te pouco pelo que acima disse e piamente creio, e também porque realmente me esforço para em espaço onde a escrita é de elegância tão patente e tão irrepreensível, me abster de meus amados palavrões...))

No entanto, visito-te amiúde -sempre que a alma precisa de navegar - aplaudo-te as exactas mesmas vezes, e essas tantas te agradeço. Já fui a lugares lindos, através da tua escrita.

Pega beijo!
Imagem de perfil

De Gaffe a 09.12.2016 às 18:06

Em ti até os "palavrões" sao de uma exactidão incomparável. Considero-te uma das mulheres mais inteligentes (e irascível, vá), mais argutas, mais divertidas e mais impolutas que conheço e que admiro.

Agora basta, que isto vai parecer muito lésbico.
Imagem de perfil

De Corvo a 09.12.2016 às 18:47

Parecer parecer; bem: um pouco mais e já dá para desconfiar.

Imagem de perfil

De Gaffe a 09.12.2016 às 20:18

Um pouco mais e entra em choque!
Imagem de perfil

De Fleuma a 09.12.2016 às 16:41

Se calhar engano-me, porque este meu ácido feitio de demónio por vezes peca sem piedade, mas senti o cheiro desse pequeno, pequeno troll por estes lados. E eu que até gosto daqueles trolls que habitam as florestas do norte. Mas este cheiro? Louvado seja o senhor, sente-se a milhas!
Imagem de perfil

De Gaffe a 09.12.2016 às 16:55

Suspeito que o cheiro tenha vindo do buraco onde se enfia a roer detritos.
Quando por aqui passa deixa a identidade na toca.

Comentar post





  Pesquisar no Blog

Gui