Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe volta ao faduncho

rabiscado pela Gaffe, em 21.02.18

1.jpg

 

Aqui

os rastos desta dor são como vidro

onde resta o rosto já partido

da terra ou o das águas por findar

Aqui

tudo é previsto ter uma parede

e a cal escalda branca só de sede

na noite de uma casa sem luar

Aqui

é só na minha dor que eu estremeço

apenas nesta seda onde não teço

a madrugada dos lírios por cortar

Aqui

o dia que se verte sobre a asa

magoa esta saudade a voar rasa

no céu de uma raiz quase a chorar

Aqui

será de novo teu o que florir

a  raiz que erguer o que há-de vir

quando o meu chão doer no teu voltar

Aqui

hás-de voltar para ti

fingir que foi de outra o que eu sofri

ao lancetar a ferida que é lembrar

Aqui

eu sou a que faz falta ao teu voltar

o lanho que se esquece de sangrar

na  minha vida ferida só por ti

 

Aqui

hás-de voltar a ti

 photo man_zps989a72a6.png

Gavetas:


Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.





  Pesquisar no Blog

Gui