Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


Os terroristas

rabiscado pela Gaffe, em 21.03.18

Hoje vou falar de terroristas. Os terroristas são pessoas pequenas assim como o filho da minha vizinha que tem dois meses porque eu ouço-a a dizer Ai vai ser um terrorista este malandro que já levanta a cabeça quem é o terrorista da mãe quem é quem é o terrorista da mãe quem é meu lindo. Por acaso o menino até nem tem barba grande nem sequer o bigode da mãe e está muito encarquilhado mas também tem uma fralda na cabeça quando sai à rua para não apanhar o sol do deserto que os terroristas são do deserto e bêbados. Também há terroristas grandes mas esses é só álcool que faz explodir as pessoas terroristas que bebem muito. Encontram um amigo e perguntam logo olá à que bar vamos. Nem perguntam se a família está bem. É logo olá à que bar vamos. Depois vão e tumba explodem porque uma pessoa não deve andar com álcool quando está calor que o sol passa pelas lentes dos óculos e aquilo pega fogo num instante. As lupas também são perigosas porque são uns vidros de aumento que os cientistas usam para descobrir se os insectos são homens que se tiverem pila vê-se com a lupa mas que deixam passar o sol nos clipes que há no céu e deitam fogo aos matos que andam porcos mas tão porcos que o governo até fez uns pantenflos a ensinar como os pobres devem rapar a mata sem ser preciso marcar consulta com a despiladora da minha prima. É arrancar tudo à volta das casas e deixar careca um ror de terra num polímero de 100 metros ao redor da aldeia. A gente fica sem pessegueiros mas a lupa já não dá efeito. Também podiam chamar os terroristas que aquilo era um instantinho e só se cansava meia dúzia deles porque tinham de ir a pé para as matas já que não têm garnadeiros nem helipórforos que despejam água em cima das casas a arder e depois queixam-se da seca e das barragens sem pinga que a gente até tem de cuspir para aumentar o caudal que é uma cauda que está mal. O governos podia mandar cabras e toiros para comer a mata que até é mais encológico que é uma coisa que há nos campinos da senhora dona Cristas do Belchior russo que é um bailado lindo onde há cisnes que são patos a modos que girafas e lagos azuis como o Dalúvio do país onde uma senhora canta dasandesovmusi vestida de cortinados e depois é apanhada por uns homens que fazem querriculos vitas para os políticos de merda e é expulsa do palácio onde mora o patrão que é manjor por andar a fazer sandes com os pedaços dos toiros que sobram no fim do baile. Os bailarinos do Belchior da senhora dona Cristas é que têm sorte porque andam vestidos de sambódrno mas de mamas tapadas que isto à noite faz frio porque se fosse deserto ainda apanhavam com a minha vizinha feita parva a perguntar-lhes quem são os terroristas da mãe quem são quem são os terroristas mais lindos quem são. Eu por acaso não sei dançar. Só jogo à macaca não desfazendo. 

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 rabiscos

Sem imagem de perfil

De Carlos Berkeley Cotter a 21.03.2018 às 16:05

"olá à que bar" está genial.
Delirei!
Imagem de perfil

De Gaffe a 21.03.2018 às 16:44

O Gui confunde imenso as coisas!
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 22.03.2018 às 11:35

Gui, és genial!
Uma grande ideia, essa de mandar meia dúzia de terroristas para as matas, num instante limpavam tudo. E mais não comento, tiraria a beleza ao bailado da Cristas do Belchior russo.
Imagem de perfil

De Gaffe a 22.03.2018 às 12:07

:)
O Gui é bastante irresponsável. Não é possível unir russos com atentados... sobretudo os que envolvem envenenamentos.

Comentar post



foto do autor