Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe cerebral

rabiscado pela Gaffe, em 02.12.19

unnamed.jpg

 

- O grande problema da mulher é ainda ser desejada apenas pelo seu corpo, na esmagadora maioria das vezes.

- Pelo que observo, não é de todo o seu caso, minha cara.

- Espero que queira apenas dizer que há gente atraída só pelo meu cérebro!

- Sim. Não imagina a quantidade de zombis que eu conheço.  

Mana 

 photo man_zps989a72a6.png

Gavetas:

A Gaffe voluntaria-se

rabiscado pela Gaffe, em 29.11.19

Hans Natge

- (...) porque é através do nosso voluntariado que, por exemplo, o sem-abrigo tem sempre um jantar quentinho.

- Claro que tem.

- Infelizmente o nosso micro-ondas avariou.

- Infelizmente.

- Seria maravilhoso que alguém nos ajudasse neste momento.

- Claro que seria.

- Não sabemos o que havemos de fazer com o micro-ondas avariado.

- Minha cara, ofereça-o ao sem-abrigo. Vai ver que devagarinho o seu voluntariado ainda lhe monta uma cozinha.  

Mana

fotografia de Hans Natge , 1921

 

 photo man_zps989a72a6.png

Gavetas:

A Gaffe fiável

rabiscado pela Gaffe, em 23.11.19

4744.jpg

- É evidente que confio em si, meu caro.

Mas não se entusiasme. Também já acreditei no Pai Natal.

Mana

 photo man_zps989a72a6.png

Gavetas:

A Gaffe malagueta

rabiscado pela Gaffe, em 20.11.19

-

1921

- O Domingos diz que está ansioso por "montar o pinheirinho de Natal".

… … ... ... ... ... ... 

... Há gente com uma vida sexual muito picante.

Mana

 photo man_zps989a72a6.png

Gavetas:

A Gaffe começa a planear o Natal

rabiscado pela Gaffe, em 13.11.19

2Natal.jpg

- Recordo-te que a tralha natalícia é como o Jeffrey Epstein. Não se dependura sozinha.

Mana

 photo man_zps989a72a6.png

Gavetas:

A Gaffe sem argumentos

rabiscado pela Gaffe, em 07.11.19

Our Lady of Good Counsel, Bartolomé Pérez, c. 16

Uma das maiores inutilidades que entopem as nossas vidas é despejarmos tempo nas sarjetas a argumentar com quem nos detesta seja como for.

É apenas importante verificar se pronunciam bem o nosso sobrenome.

Mana

Imagem - Nossa Senhora do Bom Conselho - Bartolomé Pérez, c. 1680

 photo man_zps989a72a6.png

A Gaffe telegráfica

rabiscado pela Gaffe, em 17.09.19

shinel3_low[5].jpg

- Não, meu caro, do sítio onde estou não lhe posso mandar um fax.

- Ah! ... ... mas está onde?

- No século XXI.

Mana

 photo man_zps989a72a6.png

A Gaffe alcoólica

rabiscado pela Gaffe, em 10.09.19

T..jpg

- Se a menina acha o que o seu copo está meio vazio, verta o que tem num copo mais pequeno e deixe de ser cabra.

Mana

 

 photo man_zps989a72a6.png

A Gaffe com alfinetes

rabiscado pela Gaffe, em 15.01.19

poder.jpg

O camafeu de marfim está seguro ao ombro de forma desleal. O alfinete atravessa a alça do soutien nevado pelo tecido da camisa ténue.

A minha irmã usa os alfinetes de modo pérfido. Nunca se agarram ao que é mais evidente. Cravam-se na sombra. Espetam-se no escuro. Penetram o insuspeito.  


- Dizem que usas o poder de forma masculina - pico e só depois explico, socorrendo-me do que ouvi há muito tempo. 


Ergue os olhos pardos. Vejo cintilar as lâminas. Cruza as pernas demasiado altas, demasiado esguias, e faz rolar o silêncio devagar na baforada do fumo de um cigarro.  


- Ingénuas. Quando o poder é masculino, é também maricas. 

 photo man_zps989a72a6.png

Gavetas:

A Gaffe com sotaque

rabiscado pela Gaffe, em 02.05.18

Melchior-Paul von Deschwanden.jpg

- Como é possível que ajuizes alguém de modo tão negativo apenas porque tem sotaque?! - acuso muito indignada a superficialidade da minha irmã que recusou sem apelo nem agravo e sem dados de maior, a não ser o seu sotaque cerrado - fantochado de modo bastante cruel -, a candidatura de um jovem arquitecto portuense.

 

- Não. Erro teu, minha cara, eu faça julgamentos muito antes de eles abrirem a boca.

És tu que o condenas dessa forma ao pensares que fui capaz dessa tolice.

 

Imagem - Melchior-Paul von Deschwanden

 photo man_zps989a72a6.png

Gavetas:

A Gaffe sem facebook

rabiscado pela Gaffe, em 25.09.17

christian_dior.jpg

 

A revista concentrada que folheava impedia a chamada cumplicidade de mulherio. Só o barulhinho do virar da página indicava que talvez fosse possível introduzir uma palavra dita nos domínios do papel lustroso.

Cruzou as pernas e deixou que no meio da imobilidade posterior ao instante lhe analisasse em detalhe os J’Adior que se exibiam agudos e aveludados nos pés pequenos para tamanha altura.

 

- A fita podia ser menos apelativa  - começo descontraída crítica.

- Hummm - e vira a página.

- Não sei se gosto da ostentação patega da marca - continuo muito inteligente.

- Hummm - e vira a página.

- Mas o laço é tão bonito! - sorrio com a mimosa descoberta.

- Hummm - e vira a página.

- Os calços são feios - desaprovo.

- Hummm - e vira a página.

- Parece que os partiste - aponto eu.

- Hummm - e vira a página.

- A fita branca talvez seja um bocadinho exibicionista - acrescento.

- Hummm - e vira a página.

- Talvez se fossem os de couro não parecessem tão miquinhas - juro que não sei onde fui encontrar esta expressão.

 

A minha irmã levanta-se. Fecha a revista e antes de sair recomenda:

- Controla-te. Não estás no facebook.

 

E viro a página.

 photo man_zps989a72a6.png

A Gaffe carnavalesca

rabiscado pela Gaffe, em 26.07.16

Gaston Paris, Folies Bergère, Paris, 1930s.jpg

 

- Quando ele te cumprimentar, sorri, sê uma ruiva amorosa e apatetada. É muito importante para nós.

- O homem parece uma lula velha. Não vou conseguir.

- És minha irmã. Finge.

 

Foto - Gaston Paris - Folies Bergère, Paris, 1930s

 photo man_zps989a72a6.png

Gavetas:




  Pesquisar no Blog